Conheça a Lichia

por - domingo, março 01, 2020

Alimentos


A Lichia é fruto da lichieira, planta nativa do continente asiático. No Brasil, é cultivada no Paraná, São Paulo e Minas Gerais, com colheita de final de outubro a início de fevereiro. O maior produtor mundial é a China.

Em algumas regiões brasileiras, a lichia não é um fruto bastante consumido. Baixa demanda e transporte fazem com que não seja o item mais barato das fruteiras dos supermercados. Entretanto, vale a pena experimentar e acrescentar à dieta. Vamos saber mais sobre a lichia a partir de agora!

https://www.oblogdomestre.com.br/2020/03/Lichia.Alimentos.Saude.html
[Vendo a lichia de perto. Imagem: Aleksandra85foto/Pixabay]



COMO É A LICHIA?


A lichia é um fruto de casca vermelha-rosada, rugosa. Para descascar, é preciso quebrar algum ponto desta casca e ir removendo. Assim como um ovo, há uma película branca entre polpa e casca, o que permite descascar por inteiro.

A polpa lembra a cor de uma cebola branca e a textura de um grão de uva, um pouco mais enrugado. É preciso separar bem a polpa da semente, que é grande, similar às ameixas-da-europa/nêsperas.

Um sinal de perda da validade é a casca ficar amarronzada, por vezes mofada. O odor também lembra frutas azedas.

PROPRIEDADES NUTRICIONAIS


Na Lichia, há algumas vitaminas importantes. Algumas delas em pequena proporção, como as do complexo B (riboflavina, niacina e tiamina) e muita vitamina C (clique aqui e saiba como estas vitaminas agem em seu organismo).

Também há carboidratos, fósforo, cobre, potássio, magnésio e zinco. Ainda podemos citar as antocianinas, flavonoides e taninos.

MITOS E VERDADES SOBRE MORTES ASSOCIADAS À LICHIA


Houve um caso em que mortes de jovens foram associadas ao consumo de lichia. A associação é verdadeira, mas não é motivo para pânico ou mesmo deixar de consumir a fruta, dada a qualidade nutricional antes citada. É preciso entender o contexto em que as mortes aconteceram.

Segundo os portais O Globo e El País, havia uma misteriosa doença que vitimava crianças que moravam no nordeste indiano, distrito de Muzafarpur. Isto acontecia a cada verão, desde 1995.

Após pesquisas científicas, descobriu-se que uma substância química presente na lichia impedia a produção (síntese) de glicose em quem a consumia. As crianças indianas eram subnutridas e comiam uma quantidade extremamente grande de lichias, afinal é um fruto adocicado, e a pouca polpa por fruto é um verdadeiro "estímulo" a comer mais.

Sem a síntese de glicose, que é necessária na obtenção de energia para funcionamento do organismo, as crianças faleciam. Também havia a predisposição aos problemas pelo alto consumo em função da desnutrição e de a substância química também inibir a obtenção de energia por lipídeos (gorduras), que seriam a segunda opção energética de nosso corpo.

É por estes e outros motivos que falar em alimentação variada e equilibrada é tão importante. E se as mesmas crianças tivessem bem nutridas, não haveria o mesmo problema. A lichia é um fruto que dá saúde e deve fazer parte da dieta, mas não ser a dieta.


👉 E ainda mais para você: Saiba mais sobre o Whey Protein


GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!

#PartiuLer Mais essas sugestões de posts!

0 comentários

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Não aceitamos comentários com links. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!