Alimentos

Os alimentos possuem os diversos sabores - doce, amargo, salgado, azedo e umami, e há alguns elementos que tratam de realçá-los. Esses elementos são os temperos, em um mundo mais vasto do que aquele que considera o sal de cozinha (cloreto de sódio) como a única opção.

O orégano é um tempero que vem de uma planta que pode ser cultivada inclusive em casa, em pequenos espaços. Seu nome tem origem grega e significa a “alegria da montanha”, pois se acreditava que seu consumo trazia felicidade (e é verdade!). Agora vamos saber mais sobre as características do orégano, os porquês de consumir (pela nossa saúde) e como consumir.

https://www.oblogdomestre.com.br/2020/06/Oregano.Alimentos.CienciaESaude.html
 [Orégano em sua forma desidratada. Imagem: ariesa66/Pixabay]



OS USOS DO ORÉGANO


A maior parte dos usos culinários do orégano ocorre em salgados com molhos e queijos, como: queijo coalho assado (aquele que a gente adora comer na praia), empanadas, pizza, tortas e pães salgados. Nesses usos, ele está triturado e desidratado, podendo ser comprado em pequenos sachês e até em sacos gigantes (ainda mais com a popularização dos atacarejos). Além de realçar o sabor, o orégano confere um cheirinho diferenciado na comida.

Como erva, sem desidratar, o orégano pode ser encontrado para vender em mercados públicos e/ou feiras livres. Na indústria cosmética ocorre a extração do óleo essencial de orégano, que também é vendido em sua forma concentrada por lojas e e-commerces de produtos naturais.

A maior parte dos benefícios do orégano, como outras plantas, pode ser obtida pelo consumo sem o cozimento ou desidratação, pois altera as propriedades químicas e físicas. Além do uso como enfeite e tempero, pode-se colocar como ingrediente em receitas como pães (ótimas para quem gosta de pães com sabores variados).

O ORÉGANO E A NOSSA SAÚDE


Uma importante qualidade do orégano, como outros temperos, é dar sabor e diminuir a quantidade do uso de sal de cozinha, sendo um aliado no combate à hipertensão arterial. Por outro lado, isso só acontece ao se criar uma cultura de gostos e sabores variados – não pode haver preconceito e a pessoa precisa estar aberta a introduzir um sabor adicional.

Essa não é a única qualidade desse tempero. Ele possui vitaminas A, C, K e algumas do complexo B, bem como magnésio, zinco, cálcio e potássio, além de ômega 3 (é, aquele que a Aracy da Top Therm sabe dizer muito bem o quanto é bom!).

Uma outra propriedade ótima para a saúde é a presença de antioxidantes. Segundo pesquisa da Universidade de Campinas (Unicamp), divulgada pelo Globo Repórter, há mais de duzentas substâncias antioxidantes, cujo principal benefício é o combate aos efeitos do envelhecimento.

COMO CULTIVAR?


O orégano pode ser cultivado em casa, em pequenos jardins ou vasos de sacada/varanda. Assim como outras variedades vegetais, é possível comprar as sementes em saquinhos vendidos em supermercados e casas agropecuárias.

Segundo a Feltrin sementes, uma das vendedoras desses saquinhos, é possível plantar orégano o ano todo, mas a colheita vai acontecer entre o final do verão e o começo do outono (ou seja, ali por março). É uma plantinha pequenina, com 20 cm de altura, da qual se tiram as folhas e flores. As folhas, como bem sabemos, servem como tempero, e as flores possuem propriedades medicinais.




👉 E ainda mais para você: Cascas de provolone são comestíveis?


GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!