Variedades

 

Todos os equipamentos utilizados em uma casa, comércio ou indústria dependem de uma fonte de energia, que pode ser energia elétrica, aquecimento por queima de lenha ou outros combustíveis, energia mecânica e até tração animal, nos casos mais arcaicos. Na grande maioria das vezes, essa função é da energia elétrica, gerada em usinas hidrelétricas, solares, eólicas e termelétricas (no Brasil).

 

Tamanha a importância e presença de equipamentos que usem energia elétrica, estranhamos quando ela falta, até na zona rural, que hoje também a possui disponível. Vamos refletir mais a respeito e continuar lendo este post?

 

 

Redes de transmissão em dia ensolarado
[Redes de Transmissão levam energia às concessionárias e, depois, às casas. Imagem: Susan Cipriano/Pixabay]


 

DEPOIS, VOCÊ PODE LER TAMBÉM

» Conhecendo melhor a geração distribuída

» Saiba mais sobre os carros elétricos

» As parcelas da conta de energia

 

ENERGIA ELÉTRICA E COMUNICAÇÕES

 

Hoje é possível a utilização de acesso à internet pela rede de dados móveis (celulares) ou por redes fixas, residenciais e comerciais (roteador Wi-Fi). Muitas pessoas deixaram de ter telefone fixo e passaram a possuir apenas celular e internet em casa. Existe a opção de acessar a internet pelo celular, mas há o limitante do custo e do limite de dados por pacote, fazendo com que se prefira usar rede residencial, ou só o Wi-Fi mesmo, sem planos de celular.

 

Quando não há abastecimento de energia elétrica, por eventos naturais ou manutenções, acaba-se indisponibilizando o uso de internet também, e, por conseguinte, as comunicações. Quando essas comunicações ocorriam por telefone, com aparelhos analógicos, não havia tantas opções de ligações (até com vídeo e em tempo real), mas não éramos dependentes de energia elétrica disponível para ligações.

 

LIBERDADE DE HORÁRIO

 

Principalmente na zona rural, onde, por muito mais tempo não havia luz, a energia elétrica garantiu que as pessoas tivessem mais liberdade de horário e pudessem definir suas rotinas.

 

Nem todas as pessoas desejam ir dormir ao anoitecer e acordar ao clarear do dia, pois desejam algum descanso e lazer depois do dia de trabalho.

 

Especificamente na zona rural, a energia elétrica permite não só ter máquinas na sede da fazenda, mas melhora as atividades noturnas (como tirar leite ao final da madrugada ou colheita noturna). Ela também auxilia na instalação de pequenas indústrias e gera empregos.

 

AUTONOMIA E CONSERVAÇÃO DE ALIMENTOS

 

Com a disponibilidade de energia, algumas técnicas como conservas de carne na gordura (banha) ou charques/carne-seca se tornaram artigos raros. Os alimentos continuam possuindo validade, mas se tornou mais simples a conservação.

 

Quando falta energia elétrica, no entanto, acende-se o alerta, principalmente em meses de verão. Existem recursos como caixas térmicas com vedação em borracha, mas é um recurso limitado, não podendo passar horas de interrupção.

 

Um grande avanço foram as geladeiras frost-free. Além da praticidade de evitar o descongelamento, elas não dão trabalho quando ocorrem eventuais faltas de fornecimento.

 

AUTOMAÇÃO E INSTALAÇÕES BÁSICAS

 

Dentro das residências, principalmente com o avanço das smart homes e smart cities, mais equipamentos passaram a fazer parte das residências, como chave eletrônica, assistente por voz, medidores de luz e água inteligentes, dentre outros. Esses elementos trazem muitas facilidades no dia-a-dia, mas acabam nos fazendo depender de energia também para eles.

 

Existem alguns casos em que não se trata de automação, mas de limite físico da edificação residencial. Prédios com quatro ou mais andares dependem de bombeamento para a caixa d'água, ou seja, é necessário fornecimento de energia para garantir o abastecimento de água nos apartamentos.

 

ESTABELECIMENTOS QUE NÃO PODEM FICAR SEM ENERGIA

 

Pela importância, todos os locais não podem ficar sem energia elétrica, mas há alguns que são mais prejudicados pela falha.

 

Um desses locais são as indústrias alimentícias ou comércio, como supermercados. Longos períodos sem o fornecimento podem levar à perda se muitos alimentos, tanto que vários deles possuem geradores.

 

Certamente o local mais importante para fornecimento contínuo é um hospital, podendo possuir até mais de um grupo gerador. Não pode haver pessoas que vivam com aparelhos sendo desassistidas, ou um equipamento falhar na hora em que ocorre uma cirurgia. Os especialistas em Engenharia e Arquitetura Hospitalar já contam com isso ao planejar hospitais.

 

ELEMENTOS QUE AJUDAM EM FALHA NO FORNECIMENTO

 

Existem diferentes mecanismos que ajudam em caso de falha de fornecimento. Os mais simples são Nobreaks ou baterias de computadores, que permitem salvar trabalhos e fechar PCs com segurança, dando uma sobrevida.

 

Para permitir funcionamento constante, os caminhos envolvem mecanismos suplementares, como os grupos geradores, ou sistemas solares fotovoltaicos.

 

Os grupos geradores envolvem a queima de combustíveis e fornecem energia continuamente. Já os sistemas com placas fotovoltaicas, podem permitir o consumo quando a concessionária não atende, ou continuamente com o uso de baterias.

 

Como itens de segurança em prevenção contra incêndio, e que ajudam na falta de luz, as lâmpadas de emergência também são itens muito importantes. Há prédios com corredores fechados, e essas lâmpadas, na falta de luz por falta de fornecimento, ajudam na circulação.

 

O COMEÇO DA ENERGIA ELÉTRICA NO BRASIL

 

Agora que falamos um pouco mais sobre como a energia elétrica pode fazer falta, e como amenizar alguns problemas com essa falta, queremos relembrar ao leitor mais um post bem interessante! Veja o link na tarja azul (abaixo 👇) e saiba mais sobre a evolução histórica da energia elétrica no Brasil!

 

 

E AINDA MAIS PARA VOCÊ:

 

 

GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!