Curiosidades

 

Sempre que falamos de Grécia, algumas coisas vêm à cabeça, como a origem de várias palavras, os grandes filósofos e matemáticos, jogos olímpicos, casas brancas e, como disse aquele senhor do filme, “foi inventado na Grécia”... Um dos berços da civilização, cujo protagonismo nas aulas de História ocorre em momento diferente de outros países do continente europeu, possui uma bandeira que remete às riquezas do país e a um momento histórico. Nessa postagem, iremos saber mais sobre a bandeira grega.

 

 

Visualização da bandeira grega
[A bandeira grega. Imagem: Wikipedia]


 

DEPOIS, VOCÊ PODE LER TAMBÉM

» A italiana Il Tricolore

» A bandeira da Argentina

» A bandeira escocesa

 

AS PROPORÇÕES E CORES

 

O retângulo externo da bandeira da Grécia possui dois módulos de altura (verticais) e três de largura (horizontais), ou seja, possui a proporção 2V:3H, o que quer dizer que se pegarmos qualquer medida (o módulo) e multiplicarmos duas vezes na altura e três na largura, teremos a proporção certa na bandeira. Dentro desse retângulo, existem nove faixas com espessura de 2/9V, ou seja, dois nonos de módulo, dividindo igualmente em faixas horizontais.

 

No canto superior esquerdo, há um quadrado de lado 5/9V, ou seja, cinco nonos de módulo de altura e largura. Dentro desse quadrado, é inserida uma cruz, com largura de 2/9V. Na bandeira grega, há apenas duas cores, o branco e o azul claro, que preenchem todas as formas.

 

O SENTIDO DE LIBERDADE

 

Como toda bandeira, o símbolo da nação grega não poderia ser diferente: é cheio de significados. As cores representam o mar Mediterrâneo e os céus (azul) e o borbulhar das ondas e as nuvens (branco). Já houve a cor amarela em versões anteriores, não mais presente na bandeira atual. O quadrado do canto superior, com a cruz, representa a Igreja Católica Ortodoxa.

 

As nove faixas horizontais representam as nove sílabas, em grego, de “liberdade ou morte”, expressão com origem histórica na busca de liberdade contra o domínio otomano (o que hoje seria o povo turco) na Revolução Helênica (1821-1832). Também se atribuem as regiões do país às faixas.

 

DA TRADIÇÃO À MODERNIDADE

 

A Coreia do Sul é um país novo, tendo parte do antigo território da Coreia. Esse país, ao contrário da tradicional Grécia, passou a ser mencionado em destaque pela sua revolução educacional e tecnológica, o que o levou a ser chamado de “tigre asiático”. Apesar de moderno, a bandeira é bem tradicional, como falamos mais no link sugerido na barrinha azul aqui embaixo 👇🏻:

 

 

E AINDA MAIS PARA VOCÊ:

 

 

GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!