Saúde & Comportamento


O desafio de viver bem, melhorando nossas rotinas e incluindo aprendizados e saúde, já foi bastante explorado sob os pontos de vista da medicina em suas diversas áreas. Ainda há muito a se estudar e aprender, e fatores comportamentais, muito importantes nessa mudança de vida, podem ser trabalhados dia após dia.

Você pode ler sobre o assunto com autores diversos, buscar referências na TV ou internet, enfim, são vários meios nessa busca por dicas de como viver bem. Nessa postagem, estamos trazendo alguns vídeos do projeto “Better Self”, comentando algumas das dicas que são passadas neles.

 
[Em um alto estágio de bem-estar e leveza. Imagem: Foundry/Pixabay]




A ESCOLHA



[Vídeo: Project Better Self]


Assistindo ao vídeo, é possível ver alguns elementos interessantes de bem-viver:

Alimentação: guloseimas, refrigerantes e snacks diversos podem ser algo que muito raramente iremos comer, pois são aquelas tentações que o ser humano praticamente não escapa, mas há muitas pessoas que fazem desses alimentos sua rotina de alimentação, chegando a beber refrigerante ao longo do dia, como se fosse água. Também é possível ver que aquela rotina pesada com muita bebida no happy hour, apesar de parecer divertida, não é saudável – observe-se que é dedicado algum tempo à vida social.

Meditação ou reflexão: diz-se que o momento mais interessante para fazer pausas e refletir o dia é a manhã, sendo momento para tomar as melhores decisões.

Livros e notícias: durante o caminho do trabalho, o vídeo sugere que se “aproveite o tempo” por meio de audiobooks, por exemplo – outra ideia similar pode estar em podcasts. Pode ser uma dica interessante para quem gostar desse gênero, que pode ser alterada pela leitura da versão física ou digital. Apesar de que notícias possam parecer pesadas em alguns momentos, peca-se em dizer que sejam prejudiciais, pois são um caminho para saber problemas da cidade, bairro ou país, restrições de circulação, coisas que são bastante importantes ao dia-a-dia. É preciso dosar tempo para saber o que se passa e aprender ou entreter-se com leitura.

Dosando o tempo em redes sociais: apesar de serem a forma moderna de saber da vida dos outros mesmo-na-cidade-grande, trazerem manchetes e coisas cotidianas, podemos perder muito tempo com elas sem perceber. Muitas pessoas acabam perdendo o foco no trabalho e tendo dificuldade de se manter nele, ou gastam tempo livre demais simplesmente mexendo em uma ou mais redes sociais. Exceto se forem ferramenta de trabalho, o melhor é deixar para intervalos e limitar o tempo de uso (veja como fazer).

Mantendo uma rotina de exercícios: fazer a prática de exercícios físicos é importante como ganho de saúde no momento e no futuro. Esse ganho ocorre pela melhoria da oxigenação e ganho de massa muscular, pela atividade social, pelo fortalecimento de algumas regiões do corpo (que evita algumas dores ou doenças incômodas)... É importante, se possível, mesclar atividades ao ar livre (corrida, ciclismo) com atividades supervisionadas por um profissional de educação física, para orientar os exercícios e preparar um ou mais treinos (seja personal, seja orientador em academia).

COMO DESPERDIÇAR SUA VIDA E SER MISERÁVEL COMO PESSOA?



[Vídeo: Project Better Self]


Aqui se parte do raciocínio inverso, baseando-se no livro de Randy J. Paterson. Assim como ser feliz ocorre por conta de alguns hábitos e escolhas diárias, ficar miseravelmente triste também pode ser uma arte. Ver o exemplo oposto também pode guiar nosso caminho:

Isolar-se: o ser humano é social e precisa disso não só como distração, mas como real necessidade para sua sobrevivência. Outros animais podem viver isolados ou em grupos também, mas são realidades diferentes. Já se fez vários testes e experiências visando comprovar isso: em uma delas, expôs-se crianças a não ouvirem a voz ou presenciarem conversas de seus pais com elas, o que deu totalmente errado.

Levar absolutamente tudo a sério: isso te impede de possuir convivência social porque as pessoas, incluindo você, são imperfeitas e refletem isso em seus comportamentos e ações. Não levar tudo a sério não significa ser relapso com tudo, mas tolerante com erros e coisas diversas.

Reclame sobre absolutamente tudo: pessoas, de sua vida, de sua falta de oportunidades, do governo, das empresas, dos vizinhos, do barulho.... se a carga de reclamações for alta, além de alimentar seu mau humor, as pessoas também irão se afastar.

Viva pulando entre o passado e o futuro: quando aprendemos português na escola, e ainda tudo é muito simples, os tempos se dividem entre presente, passado e futuro. Por outro lado, quando crescemos e desaprendemos essa diferença, podemos passar entre remoer fatos e angústias passados e na expectativa de coisas que podem nunca acontecer.

Não estabeleça metas: e quando estabelecer a meta, dobre a meta... Saindo da lembrança de Dilma, as pessoas que não sabem o que querem para o futuro, acabam não tomando boas atitudes no presente e indo do nada para o lugar nenhum. Falta-lhes motivação.

Se está com muita vontade de trabalhar, sente e espere a vontade passar: o meme de Garfield vale para o insucesso de muitas coisas. Se cada vez que você sentir a vontade de tomar alguma decisão, aprender algo novo, buscar um novo emprego, começar uma nova prática esportiva, você simplesmente esperar aquele desejo virar em nada, a semente murchará e não irá crescer e frutificar.

POR FIM,


Por bons e maus exemplos, é possível entender muito de quais escolhas podemos fazer para um futuro melhor. Algumas são mais simples, como tornar hábito uma boa alimentação ou exercícios (não que seja simples fazer isso, mas não é um caminho ultracriativo se você tiver o suporte certo), outras exigem fortes mudanças comportamentais (como pensar em passado, presente e futuro de forma equilibrada).

Falando em mudanças, a diferença entre comodismo e ação é uma das questões que mexe nossas vidas e nossas decisões o tempo todo. No post sugerido (abaixo), falamos um pouco mais sobre essa questão e algumas decisões que você ou outras pessoas passarão ou já passaram.



👉 E ainda mais para você: Comodismo e ação


GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!