Não erre na gorjeta!

por - quarta-feira, maio 20, 2020

Curiosidades


A gorjeta é algo simples de entender, mas pode envolver as pessoas em diversas furadas. Quando você paga uma gorjeta, você está colocando um valor adicional por um produto ou serviço, que deve servir para remunerar aquele funcionário (ou funcionários) que te atendeu(ram).

Dar gorjeta pode ser algo bem legal, pois ajuda nos ganhos de pessoas que estão todos os dias batalhando para ganhar seu sustento. Em alguns casos, pode ser até um prêmio por um serviço excepcional, se o cliente achar justo. Por outro lado, você pode estar com a expectativa de pagar um dado valor (pois a tabela de preços apresenta aquele valor) e se surpreender com uma conta mais cara depois.

Além de tudo o que já foi mencionado, a gorjeta também está associada a fatores culturais, e isso se torna bem importante quando alguém vai viajar. A partir de agora, vamos saber mais a respeito desse curioso e polêmico ato nobre.

https://www.oblogdomestre.com.br/2020/05/Gorjetas.OutrosPaises.Brasil.Apps.Dinheiro.Curiosidades.html
[Domine a gorjeta e se saia bem! Imagem: Peter Stanic/Pixabay]



A GORJETA NO BRASIL


Em nosso país, o pagamento da gorjeta não é regra absoluta, e as pessoas nem estão esperando por isso, exceto em alguns bares e restaurantes. Nos estabelecimentos populares, que vendem a quilo, a gorjeta deixaria os estabelecimentos menos competitivos e só ocorre quando espontânea.

Por outro lado, quando vemos bares e aqueles restaurantes que cobram valores maiores, ou localizados em pontos turísticos (como praias), a cobrança de gorjeta é um padrão, já sendo acrescidos 10 % (dez por cento) ao total, cobrados, por vezes, junto com o pagamento da refeição e inclusos na nota fiscal. Nesses casos, ninguém pode estar com dinheiro contado e, por esse e outros motivos, cartão de crédito é um ótimo item de socorro.

Consideradas as Leis Brasileiras, o pagamento de gorjeta, quando existir, sempre deve ser destinado a remunerar o trabalhador. Quaisquer condições de desconto podem levar a discussão, inclusive na justiça.

DANDO GORJETA NO EXTERIOR


Para ir viajar no exterior, é muito importante conhecer aspectos culturais e restrições de comportamento a turistas, que envolvem desde as gorjetas até tirar fotos em alguns locais e condições específicas. Você pode ter quatro situações:

* Dar gorjetas não é cultural e você pode oferecer quando quiser.
* Oferecer gorjeta é visto com maus olhos, sendo quase proibido.
* A gorjeta é obrigatória, mas o valor é livre.
* Pagar gorjeta é obrigatório e o valor é fixo ou proporcional ao custo de serviço.

Segundo o portal Terra, o site Mirror apresenta as regras para cada país ou região. Outro site que guarda essas informações é o Tip Advisor (em inglês, gorjeta é chamada de “tip”). Em reportagem especial, apontou-se que muitos turistas ou não sabem das gorjetas, ou acabam pagando demais por não possuírem valor trocado. Nesses casos, o mais interessante é possuir valor em dinheiro físico, pois cartões de crédito acabam com acréscimo de IOF nas compras internacionais.

Citando alguns exemplos, temos opostos em Estados Unidos e Japão. Nos EUA, garçons e garçonetes esperariam de 15 a 20 % em condições normais, sendo um serviço ótimo recompensado em cerca de 25 %. Já no Japão, dar gorjeta não é regra e pode ser extremamente rude aos olhos nipônicos.

A GORJETA NOS APLICATIVOS


Os aplicativos mudaram nossa forma de consumir alguns serviços, como delivery de comida ou transporte particular, mas levaram a prática da gorjeta com eles. Nas versões brasileiras, seguem nossa linha cultural de gorjeta opcional.

No caso do Uber, a cada viagem, o cliente do aplicativo recebe um pedido de avaliação do motorista e, se desejar, pode oferecer uma gorjeta ao motorista pelo mesmo meio de pagamento da corrida (dinheiro vivo ou cartão de crédito). O pagamento da gorjeta pode acontecer em até um mês após a realização da viagem, o que facilita pagamentos por cartão, já que se for em dinheiro, é possível pagar diretamente ao motorista.

O pagamento direto da gorjeta pode acontecer a entregadores de aplicativos como iFood, UberEats ou Rappi, ou também há espaços para pagamento via aplicativo dos extras. Segundo a revista Veja, os usuários do delivery ficaram ainda mais generosos durante a pandemia de coronavírus: não só o número de viagens aumentou, mas o montante das gorjetas pagas. Um desses aplicativos ainda criou uma versão de gorjeta-para-o-restaurante.


👉 E ainda mais para você: A divisão digital


GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!

#PartiuLer Mais essas sugestões de posts!

0 comentários

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Não aceitamos comentários com links. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!