O que fez Nietzsche?


Biografias


Friedrich Nietzche é um dos símbolos da Filosofia. Ele tinha visões opostas aos dogmas da sociedade tradicional, as chamadas “marteladas”. Mas o começo de sua vida não foi exatamente desconectado da religião.

https://www.oblogdomestre.com.br/2019/06/FriedrichNietzsche.Biografias.Historia.html
[Imagem: Manuela]



Rökken, cidade prussiana (atual Alemanha), viu Nietzsche nascer no dia 15 de outubro de 1844. Ele pertencia a uma família com clérigos luteranos, que o preparou para ser pastor. Mas esse destino não se concretizou: Friedrich se desiludiu com a vida e deixou de acreditar em Deus, passando a viver uma vida libertina.

Um de seus marcos foi contestar três estruturas básicas que sustentariam as visões do mundo moderno. Uma delas é da verdade, outra é a da unidade (onde conseguiríamos explicar todo o universo por meio de conhecimento científico) e, por fim, a finalidade (onde tudo o que acontece em nossa vida ou o que fazemos possui uma razão, um propósito, deixando-nos menos humanos). Tudo isso consistiria em entes ilusórios, que anulam a criatividade do ser. Para Nietzsche, religião, moral ou quaisquer outras amarras não faziam as pessoas serem melhores porque isso acontecia por puro medo do efeito repressivo, e não pela natureza da pessoa e sua vontade em ser boa.

Se foi loucura ou lucidez, daí em diante, várias são as visões. Aliás, Nietzsche considera que verdades não são absolutas, mas relativas em função das várias visões de mundo e valores. Nesse período mais libertino, que teria sido o extremo oposto do resto da vida, veio a contrair sífilis.

Com vinte e cinco anos, em 1869, passou a lecionar Filosofia e Poesia Grega na Universidade de Basileia. Abandonou o posto após dez anos, com fortes dores de cabeça, perda gradativa da visão e uma vida solitária, passando entre a Riviera Francesa, a Itália e os Alpes Suíços.

Com vinte anos desde o começo das aulas, em 1989, ele se atirou na frente de um cavalo para evitar que o mesmo ganhasse chicotadas. Nesse período, Friedrich já considerava que estava no auge de sua lucidez e capacidade intelectual, mas isso não impediu que ele fosse parar em uma casa psiquiátrica. Os motivos da internação eram contestados pelos amigos do filósofo, que faleceu em 1900.

Visualizando o que aconteceu ao longo da vida de Nietzsche, percebe-se um misto de visões entre alguém muito reprimido por um ambiente religioso, e alguém que se sentiu totalmente livre nos períodos seguintes da vida. Mesmo que não se concorde com tudo o que ele viveu, saber qual era sua linha de raciocínio e refletir sobre nossa postura é algo importante.


👉 E ainda mais para você: O pequeno barril Sandro Botticelli



GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Não aceitamos comentários com links. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.