Coisa-do-futuro? Autoatendimento chega aos supermercados brasileiros


Curiosidades


Quando a rede Amazon instalou uma loja com autoatendimento em seus caixas, todos pensaram que isto seria algo para o futuro do varejo supermercadista aqui do Brasil. A automatização é vista com maus olhos por algumas pessoas, por crerem que o benefício social de empregos compensa possíveis prejuízos por fatores humanos como a menor produtividade. Independentemente de opinião, não se trata de futuro, mas já é realidade em várias redes de supermercados do Brasil.

https://www.oblogdomestre.com.br/2018/05/AutoatendimentoEmSupermercados.ComoFunciona.Curiosidades.html
[Imagem: Acats]



Alguns exemplos de supermercadistas que já adotaram: Mundial Mix (proprietária das marcas Supermercados Imperatriz, Imperatriz Gourmet e Brasil Atacadista, em Santa Catarina), Walmart (São Paulo), Master Supermercado (São Paulo), Comercial Zaffari (proprietária das marcas Comercial Zaffari, Bella Citá e Stok Center, no Rio Grande do Sul e Santa Catarina), Companhia Zaffari (proprietária das marcas Zaffari e Bourbon, no Rio Grande do Sul), dentre outros. 

Uma das principais limitações do autoatendimento é ainda ser destinado para pequenas compras, aquelas feitas com “cestinhas”. O porte dos equipamentos ainda comporta apenas os pequenos volumes. 

Para começar, o cliente coloca suas compras sobre uma plataforma, que mede a massa (em kg) de todas as compras. Então, o cliente irá fazer exatamente o que um operador de caixa faria: passar cada código de barras por um leitor, colocando os produtos já cobrados em uma segunda plataforma, que conta com sacolas já posicionadas (o que não impede os clientes de trazer as suas).

O conjunto de sensores permite identificar se o cliente passou todos os produtos e, ao terminar, pergunta qual a forma de pagamento. Este pagamento deverá acontecer por meio de cartão de crédito ou de débito, por isso, deve haver uma máquina para cada caixa (há supermercados no país onde ainda há a espera de alguém na fila porque o cartão do cliente foi levado à única máquina do estabelecimento).

Com o pagamento realizado, a emissão da nota fiscal e comprovante de compra com cartão, e a retirada de tudo o que estiver sobre as plataformas, o monitor passa a exibir o aviso de “caixa livre”. O próximo cliente poderá passar.

Certamente, ao longo dos anos, mais estabelecimentos irão adotar a novidade. Também irá se tornar mais rápido e natural o uso dos caixas de autoatendimento, pois é natural haver um período de adaptação e conhecimento de como o sistema funciona.



👉 E ainda mais para você: Saiba mais sobre logotipos (II)



GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!

2 comentários:

Karla Simone disse...

Achei genial. Afinal de contas, já estamos no século XXI!Essa nova ideia de recebimento me parece bem mais rápida em tempos de correria da população. Qto mais praticidade, melhor.

O Mestre Blogueiro disse...

Olá, @Karla Simone! Em minha opinião, é mais prático do que fazer compras de alimentos por internet, pois isso ainda exige ficar esperando em casa. Tira-se a parte mais demorada da compra de alimentos nos supermercados. O que vai demorar um pouquinho mais é no começo, pois as pessoas precisarão se adaptar à operação desses equipamentos, mas fora isso...

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.