Limites de funções vetoriais


Matemática


Em funções escalares quaisquer, um limite é o valor de uma função (quando definido) ou a tendência de valor para uma função, considerando seu comportamento nas proximidades. Em funções vetoriais, a ideia é semelhante, mas tratamos de um vetor como limite de uma função vetorial, ao aproximarmos uma variável de um dado valor. Podemos descrever este raciocínio considerando uma função vetorial f(t) com domínio num intervalo I, quando t tende a um valor t0, como:

lim t → t0 f(t) = A

Onde A é um vetor.

https://www.oblogdomestre.com.br/2018/04/LimitesDeFuncoesVetoriais.Matematica.html
[Imagem: IGM]



Considerando a geometria vetorial, quando t tende a t0, a direção, sentido e norma (comprimento, módulo ou o nome que preferir) dos vetores gerados pela função f(t) tendem aos de A.

Os limites de funções vetoriais possuem propriedades especiais, similarmente aos limites de funções escalares. Porém, as operações com vetores são diferenciadas, sendo isto considerado aqui: vetores podem ser somados ou passarem por produtos escalares e vetoriais, podendo ser extraídos limites vetoriais das funções compostas. Em termos matemáticos, se temos as funções vetoriais f(t) e g(t), é válido afirmar:  

Se lim t → t0 f(t) = a e lim t → t0 g(t) = b,

lim t → t0 [f(t) + g(t)] = a + b
lim t → t0 [f(t) g(t)] = a b
lim t → t0 [f(t) x g(t)] = a x b


👉 E ainda mais para você: Operações com funções vetoriais



GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.