ENTRE E FIQUE À VONTADE!                                    »POSTAGENS RECENTES

domingo, 17 de março de 2013

Integrais de funções trigonométricas

Cálculo


As Integrais de funções trigonométricas são resolvidas através dos conhecimentos básicos sobre funções integrais de seno, cosseno, tangente, etc. e outras técnicas específicas para cada tipo de problema. Potências de funções trigonométricas também possuem formas especiais de resolução.
A primeira técnica a ser buscada é a resolução por funções conhecidas, se a integral buscada for simples. Abaixo, as principais:


Havendo uma composição de funções, em que a função trigonométrica ocupe posição externa, busca-se uma substituição conveniente:


Porém, se a função mais interna da composição for a função trigonométrica, analisa-se a possibilidade de substituição, havendo potências com residuais de derivadas:


Esta técnica de resolução só é possível se o residual de derivada de uma das duas funções trigonométricas estiver em produto com a outra. Porém, se a integração for com uma simples potência de função trigonométrica, utiliza-se as fórmulas de redução ou recorrência até a obtenção de somas de potências unitárias. Veja quais são estas fórmulas:


 Note que ainda não mostramos nenhuma dica de como integrar funções racionais. Mas antes, vale lembrar que é possível usar todas aquelas identidades trigonométricas e substituir potências ou arcos duplos, não sendo necessária a troca dos limites de integração. As duas últimas são usadas em produtos de seno e cosseno de arcos distintos (sen 2θ ∙ cos 5θ, por exemplo). Abaixo, algumas destas identidades:


Geralmente, se podem usar estas substituições em funções constituídas por somas de outras funções trigonométricas, até a obtenção de uma forma mais simples. Porém, se o integrando possuir funções trigonométricas no denominador, a melhor forma de resolução pode ser a substituição por funções polinomiais com o parâmetro t. Este parâmetro é a simplificação da função tangente de x/2, no intervalo –π < x < π da qual se podem estabelecer as seguintes relações (a dedução fica a cargo do leitor):


Não é difícil a resolução de integrais trigonométricas, apenas estas podem ser demoradas pela extensão. O mais importante é analisar cada caso e ver qual método se encaixa ao integrando em questão.

 



  

>> Gostou desta postagem? Compartilhe!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua colaboração é importante para o Blog do Mestre. Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Muito obrigado.

O BLOG DO MESTRE DINÂMICO COMO VOCÊ