O mundo vai mesmo acabar?

Será?


Há alguns anos, em 2012, houve uma grande discussão em torno de uma profecia maia que apontava como sendo naquele ano o possível final do planeta. Naquela oportunidade, apresentamos o post “Outros términos do planeta” (acesse e leia nas sugestões), onde havia algumas diferentes teorias a respeito, muitas já refutadas, e não se desconsiderou que possam surgir outras.

Mas, dentro do conhecimento científico atual, existe algum indício forte para confirmar o fim do mundo? E, em caso afirmativo, devemo-nos preocupar com isso? 

http://www.oblogdomestre.com.br/2017/12/FinalDoAno.FinalDaTerra.Variedades.html
[“Sol como gigante vermelha”. Imagem: Space]



A melhor explicação existente está na maior fonte de vida, que está fora de nosso planeta. A energia necessária à síntese orgânica de açúcares por vegetais, com consequente geração de energia e transmissão aos demais componentes pela cadeia alimentar, é advinda da luz solar. Sendo o Sol uma estrela, e seus raios (ondas eletromagnéticas) provenientes de reações químicas, é de se esperar que, sem existir reposição nos reagentes, certa hora cessem os produtos dessas reações, dando fim à luz solar, o que daria fim à vida humana e poderia extinguir o planeta.

Além da questão da fonte de energia, tem-se também a fase do Sol como estrela. Considerando a evolução de estrelas do mesmo porte do Sol, espera-se que, em quatro ou cinco bilhões de anos, ele se transforme em gigante vermelha. A massa total seguirá a mesma, mas seu volume total irá aumentar, ultrapassando a órbita terrestre. O diâmetro solar promete crescer até cem vezes!

Assim, desde a ideia mais simpática da escuridão ao imenso fogo consumindo o planeta, realmente existe uma teoria atual que aponte o fim da Terra. Mas isso não significa que devemo-nos preocupar com isso, mas perceber que, por mais que tenhamos de ser mais cuidadosos com o planeta que temos de moradia, será cada vez mais necessário estar cientes de nossa pequenez – o fim do mundo é algo fora do alcance humano.

Só que saber disso pode ter consequências diferentes, dependendo de cada indivíduo. Enquanto algumas pessoas tomam ciência da finitude e passam a valorizar cada momento, outras podem sofrer com a possibilidade de pensar no fim, seja ele pela morte ou mesmo pelo término de nosso planeta.  Assim, é melhor deixar de lado, pelo menos enquanto a humanidade está longe desse risco, não pensar em final de planeta, mas sempre em finais de anos e séculos como oportunidades de recomeços de ciclos, de vida em seguimento. Sendo importante ser feliz, não importando se o mundo vai acabar, deseje a todos um feliz ano novo, e o faça ser!    
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                       


👉 E ainda mais para você: Outros términos do planeta



GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.