A sua casa contribui com a vizinhança (I)

Variedades



Para todas as coisas, a contribuição de cada indivíduo interfere na obtenção de um resultado. O mesmo vale nas escolhas que você faz para sua casa, tanto em termos do que é consumido (alimentos, roupas, utensílios, entre outros) como a própria forma que ela é construída (distribuição de espaços, cores, permeabilidade de solo) e mantida. Nesse post iremos ver algumas interferências que podem parecer não muito claras a princípio, mas que podem começar lá na sua casa. 

http://www.oblogdomestre.com.br/2017/02/CasaContribuindoComAVizinhanca.1.Variedades.html
[Imagem: Reformais]


A primeira delas é a drenagem pluvial. Casas necessitam ter espaços com solo livre e permeável para que haja percolação de água no solo. Existem diversas residências que, por conveniência, tampam todo o perímetro do terreno com material britado ou calçadas contínuas, e, esta segunda opção principalmente faz com que todas as águas pluviais sejam deslocadas para o sistema público de coleta, aumentando sua vazão. As modernas técnicas de drenagem urbana apontam para a detenção ou percolação de água no solo como técnicas melhores do que despejar altas vazões em rios.

Para aumentar a percolação, pode-se pavimentar o necessário com pavimentos intertravados (blocos de concreto) sem fechar seus vãos com argamassa. Os demais locais podem ficar com cobertura vegetal. Muitos não gostam de ter grama ou outros vegetais em casa em função de sua manutenção: pode-se manter ainda qualquer tipo de cobertura vegetal, contanto que mantida cortada, a fim de manter o asseio da casa. Uma opção intermediária é a brita, que mantém permeabilidade, mas apresenta outros problemas, como veremos a seguir.

As ilhas de calor urbanas ocorrem em função da alta impermeabilização do solo, uso intensivo de materiais como asfalto e concreto e outros, com alta absortância de energia solar. Parte da responsabilidade se deve ao público preferir pavimentar ruas com esses materiais (voltamos também ao problema da drenagem pluvial), e parte do uso desses materiais para fechamento do terreno. O material britado também promove esse efeito negativo. Por isso, cobertura vegetal e, por que não árvores, são boas opções para residências. Para manter permeabilidade de solo, onde é inviável colocar vegetais (como garagem e estacionamento), brita é uma boa opção. Em alguns locais, pode-se avaliar o uso do intertravado vazado para estes fins.

A iluminação de residências e jardins pode acontecer por fins estéticos ou de segurança. Muitas casas a adotam como complemento à iluminação pública, por vezes carente. O cuidado que se deve ter é que iluminação muito potente interfere na vizinhança por quebrar um nível adequado de escurecimento, necessário a uma boa noite de sono. Deve-se preferir lâmpadas comuns e devidamente protegidas contra as intempéries. Outra questão importante em termos de segurança é o fechamento nos limites do lote. Muitas pessoas preferem fechar toda a casa com muros. Este é bom fechamento para fundos ou algum local mais íntimo e externo à casa. Entretanto, porções frontais e laterais (quando em terrenos de esquina) devem preferencialmente ser de materiais que permitam ver além (como vidros, telas e grades – metálicas ou de PVC) – o que permite que o exterior possa interferir em caso de perigo ou evitar ocultar pessoas estranhas que desejem realizar assaltos.

No próximo post desta série, veja características importantes relacionadas às calçadas (passeio e faixa de serviço), consumo de energia, ruído, manutenções e muito mais!





GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.