A Sustentabilidade é algo apenas Ambiental?

watch_later 25 de abril de 2016
comment Comentar
Variedades


Atualmente, muitas empresas ou mesmo pessoas têm o costume de usar o termo sustentabilidade ou ser sustentável de maneira equivocada. Seja por modismo ou porque ‘pega bem’ para os clientes, associa-se certas atitudes a ser sustentável sem realmente haver entendimento do que isso significa. Também é muito comum associar sustentabilidade a uma visão única de meio ambiente.

Pensamento Sustentável
[Imagem: Gazeta do Povo]


Sustentabilidade consiste em obter recursos naturais e realizar atividades cotidianas de maneira a garantir o desenvolvimento de dessas atividades e satisfazer nossas necessidades diárias sem comprometer esse suprimento para as gerações futuras, ou seja, sem esgotar a capacidade de recuperação da Terra. E, para o meio científico, é consenso que a Sustentabilidade abrange três esferas: Ambiental, Social e Econômica, e que ambas estão intimamente relacionadas. Logo, não é possível analisá-las de maneira isolada.

Um exemplo clássico disso é a venda de créditos de carbono. Existe a possibilidade de gerar renda para quem possui áreas de floresta e armazena dióxido de carbono. Entretanto, se formos analisar a esfera social, isto pode não ser sustentável. Não há benefício à sociedade chinesa se uma empresa que tiver altas emissões de poluentes por lá comprar créditos de carbono de uma empresa brasileira. Sob o ponto de vista global, esta empresa realmente estaria contribuindo ambientalmente, mas, sob o ponto de vista local, os benefícios mais imediatos não são sentidos – como conforto térmico por exemplo.

Outro exemplo é o de uma empresa que financia campanhas ambientais, mas possui uma sede em que não é favorecido o uso da luz natural e a redução da refrigeração interna por condicionamento de ar. Existe contribuição ao meio ambiente, mas não se pode chamá-la sustentável. Caso essa empresa opte por mexer na sua sede e resolver este problema, a princípio ocorrerá impacto ambiental (não há nada que se faça sem gerar impacto), mas depois haverá sustentabilidade ambiental (redução de impacto para gerar a energia elétrica antes demandada), sustentabilidade econômica (redução de gastos fixos mensais) e sustentabilidade social (libera-se capacidade produtiva de energia para atender a mais estabelecimentos ou residências).





GOSTOU DESTA POSTAGEM? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!
  • chevron_left
  • chevron_right

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELOS ÍCONES CIRCULARES) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

sentiment_satisfied Emojis do Google (texto para inserir)