Como criar um site ‘de graça’?

Tecnologia


A Internet é um segundo mundo que não existe sem o mundo real que conhecemos e, cada vez mais a recíproca está se tornando verdadeira. Pessoas, locais e negócios precisam ter a sua versão eletrônica e desfrutar dos benefícios disso. Porém, para que isso ocorra, é preciso que esta versão esteja sediada em algum endereço físico, algum local onde os dados serão armazenados e, partindo dele, estarão disponibilizados para todo o Mundo. Este endereço é chamado de servidor.

TEMPLATES WIX
[Imagem: Templates Wix/Reprodução]


Para os sites de médio e grande porte, assim como no mundo real, existe uma espécie de ‘hotel’, justamente este servidor, onde empresas adquirem o serviço de ‘hospedagem’ dos dados para manter seus sites no ar, em períodos predeterminados. Outras empresas possuem seus próprios servidores para sediar seus dados como o Google, a TV Globo, UOL, Locaweb, entre outras. Sites de pequeno porte, por sua vez, ou podem contratar o serviço de hospedagem, ou ter sites que se encaixem nos planos gratuitos de hospedagem.

Várias empresas do ramo de hospedagem oferecem versões de entrada com planos gratuitos, onde o usuário cria um subdomínio e tem dada disponibilidade máxima de dados, como a Wix, a Weebly, Yola, GoDaddy e até mesmo o Google com o seu serviço Google Sites. Recursos interessantes como formulários de contato, integração com redes sociais, templates (visuais e estrutura de site) para os mais variados assuntos e muito mais podem ser usados nestas versões gratuitas. Entretanto pode ser necessário vincular barras de propaganda da plataforma ou outros elementos para ter direito ao plano gratuito.

Para um profissional autônomo ou para apresentar um portfólio de trabalho ou de produtos, esta versão gratuita pode atender muito bem certas necessidades, dependendo da quantidade de arquivos a serem ‘hospedados’. Também é importante ressaltar que o site disponibilizado será da forma www.seusite.subdomínio.com.  Para ter um site na forma www.seusite.com, é necessário adquirir um domínio próprio (endereço de site próprio, sem o indicador do servidor de sites) e atribuí-lo a este site com hospedagem gratuita, se isto for desejado. Porém, para uma aparência mais profissional, é recomendável adquirir um domínio, cuja vigência também irá depender de acordo com quem prestar o serviço de venda, podendo ser o próprio prestador do serviço de hospedagem ou outro em separado, como o Registro.br.

Depois disto, basta entender a forma de inserir dados de cada plataforma de hospedagem, fazer esta inserção e publicar o novo site. Cada uma terá prós e contras que precisarão ser avaliados. Uma boa ideia pode ser fazer versões de teste em todas e comparar qual ficou mais funcional e atendeu melhor às necessidades existentes para aquele site.





GOSTOU DESTA POSTAGEM? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.