Sites Responsivos – a nova tendência da Internet

watch_later 25 de março de 2015
comment Comentar
Tecnologia


A forma com que acessamos a web mudou nos últimos anos. Celulares e tablets trouxeram uma facilidade de acesso como nunca se viu, e o popularizaram de vez. Mas esta mudança não veio sozinha, com o aumento das redes sem fio nas residências e estabelecimentos, preços mais atrativos para conexão 3G (por mais que ela seja um tanto polêmica, por ser considerada a discada da década, por vezes) e celulares que vêm com recursos integrados à web mesmo nas versões mais básicas.

Por outro lado, os celulares e tablets exigem versões mais compactas dos sites, com imagens de menor resolução (mais leves), e uma formatação que permita o ajuste a estes monitores. No caminho inverso, os televisores com a acesso à Internet também exigem um ajuste especial. Com tantos monitores e resoluções diferentes, fazer um site para cada aplicação, incluindo as versões mobile (m.site.com...) se tornou extremamente complicado e até inviável e, frente disso, surgiram os sites responsivos.

Responsividade
[Campanha de quando adotamos o design responsivo. Imagem: O Blog do Mestre]



Melhor vistos pelas pesquisas do Google, os sites responsivos são sites que se ajustam ao dispositivo em que são carregados, seja pela coluna do texto e tamanho da fonte, seja pelo posicionamento dos elementos no monitor. Um conjunto de códigos especiais são aplicados, com muitas soluções desde as simples até as mais complexas, como carregar imagens mais leves às mais pesadas de acordo com a resolução do dispositivo (uma imagem pequena ficaria péssima em um monitor de 17” ou mais, por exemplo, mas seria bem adequada a um celular).

Outros pontos importantes como os anúncios dos sites e as extensões de compartilhamento também pensam nesta nova realidade. Um teste simples para ver estas mudanças é redimensionar a página de um site (se você acessá-lo por seu PC) e ver se o texto e as imagens são reposicionados ao longo da mudança de largura. Outra clássica mudança é o aparecimento do menu “≡” que surge nos dispositivos móveis e facilita o acesso. Em alguns sites, como o do jornal ‘O Globo’ e do portal ‘G1’, este formato é adotado em todos os sites, demonstrando a responsividade do modelo, adotado desde aquelas campanhas que surgiram na TV com três dispositivos acessando o site.

A pioneira neste formato foi a Microsoft, quando passou a anunciar seu sistema operacional Windows 8, mudou seus sites, seu provedor de e-mail e lançou seu primeiro tablet, o Surface, passou a pensar em diferentes dispositivos e nessa ideia multiformato, o que chamou de ‘O Melhor de dois mundos’. Mas além da plataforma multiformato, o que mais chamou a atenção foi a adoção de um layout que segue o ‘flat design’, que é outra tendência que assume cores mais maciças e gráficos mais simplificados, sem muitos efeitos de sombra ou brilho, um pouco impactante para quem viu o rebuscamento em detalhes de um Windows 7, por exemplo.

Se você tem curiosidade de saber como um site é visto em diferentes monitores, há diversos sites que permitem isto. Ou, como é mais comum hoje em dia, programadores pegam seus celulares, tablets, PC’s e Televisores e testam ver como que fica até obterem as melhores soluções. A mudança para um padrão responsivo nada mais é do que uma adaptação à forma com que se acessa os sites em relação ao que se fazia há muito tempo atrás: é o web design evoluindo com o usuário.

E ainda mais para você: O melhor de dois mundos?





GOSTOU DESTA POSTAGEM? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!
  • chevron_left
  • chevron_right

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELOS ÍCONES CIRCULARES) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

sentiment_satisfied Emojis do Google (texto para inserir)