Placa de vídeo dedicada - quando ter?

watch_later 2 de novembro de 2015
comment Comentar
Tecnologia


A maioria dos computadores, incluindo os vendidos nas grandes lojas varejistas de eletrodomésticos, vêm de fábrica com placa de vídeo integrada, que não deixa de ter suas vantagens. Este tipo de placa de vídeo pode ser ou integrada à placa-mãe ou ainda à unidade central de processamento (CPU).

Hardware para Jogos e Alta Perfomance
[Imagem: hardware.com]


Entre estas vantagens, temos um menor consumo de bateria com um desempenho que atende os usos mais corriqueiros de um computador. Porém, pode não ser o suficiente.

Isso acontece quando a qualidade gráfica exigida é maior, ou seja, quando programas de vídeo, jogos mais pesados, programas de desenho assistido por computador e BIM são executados. Nestes casos, e principalmente quando o uso do computador profissionalmente exigir constantemente usar estes aplicativos, é muito importante ter uma placa de vídeo dedicada.

Este tipo de placa de vídeo possui uma memória própria, não a compartilhando com o restante do sistema. E, por fim, há ainda uma terceira modalidade de placa de vídeo, com a tecnologia alternada, onde há uso da placa dedicada quando necessário e, em aplicações menos exigentes, volta-se ao sistema de placa integrada, reduzindo o consumo de bateria quando é desnecessário ativar uma placa dedicada.





GOSTOU DESTA POSTAGEM? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!
  • chevron_left
  • chevron_right

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELOS ÍCONES CIRCULARES) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

sentiment_satisfied Emojis do Google (texto para inserir)