Os Hidrocarbonetos e o Petróleo

Química

O petróleo é um dos recursos naturais de que mais dependemos no dia-a-dia, estando presente em inúmeros produtos pelo fato de compor suas matérias-primas. É um recurso não renovável, pelo fato de que a sua recomposição na natureza não se dá em tempo compatível com o seu uso, já que leva milhões de anos para se recompor e pode ser consumido em segundos.

Os compostos químicos que fazem parte de matéria-prima para combustíveis, como no caso dos hidrocarbonetos do petróleo e do carvão, são formados por reações químicas que ocorrem com matéria orgânica depositada, de animais e vegetais, no fundo de oceanos e mares, suas vizinhanças e em terra firme.

Petróleo e Hidrocarbonetos
[Imagem: Monitor pt]


Com a junção dos efeitos da pressão e das altas temperaturas, ocorre a perda de elementos de oxigênio e outros, em reações químicas complexas de carbonificação, ou seja, apenas compostos orgânicos com hidrogênio e carbono irão restar ao fim das reações, e uma pequena parcela de impurezas, sendo as piores as que contêm compostos de enxofre.

Os hidrocarbonetos não são apenas de um único composto químico, sendo separados por meio de um processo de destilação fracionada e usados como matéria-prima para gás de cozinha, polímeros plásticos, gasolina, querosene, óleo diesel, betume, entre outros.

O conjunto de hidrocarbonetos a que chamamos petróleo é um líquido preto e viscoso, cujo nome deriva do latim petra + oleum (pedra + óleo). É encontrado no interior de rochas sedimentares no subsolo (folhelhos oleígenos, importantes seladores que impedem a exudação do petróleo) ainda com resquícios de sal marinho, em locais em que ocorreram dobramentos no passado geológico.

 Estes hidrocarbonetos são subdivididos nos seguintes grupos: alcanos ou parafinas (cadeia aberta / ligações simples); alcenos, alquenos ou olefinas (cadeia aberta / 1 ligação dupla); alcinos ou alquinos (cadeia aberta / 1 ligação tripla); alcadienos ou dienos (cadeia aberta / 2 ligações duplas); ciclanos (cadeia fechada em ligação simples); ciclenos (cadeia fechada com uma ligação dupla) e aromáticos (com anel aromático/ benzênico).

A nomenclatura dos hidrocarbonetos costuma ser a primária entre as ensinadas em Química Orgânica, pois segue a ordem de prefixo+infixo com o sufixo ‘o’. O prefixo ciclo é acrescido nas cadeias cíclicas, exceto quando se tratar de composto aromático, onde alguns compostos ainda seguem nomes triviais, como o tolueno e o xileno.

[Etano]

[Butano]

[Tolueno]





GOSTOU DESTA POSTAGEM? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELOS ÍCONES CIRCULARES) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.