Silicone nos seios?

watch_later 30 de setembro de 2014
comment Comentar
Ciência & Saúde

[Deborah Secco, uma das muitas
adeptas das próteses de silicone.
Imagem: Jornal do Brasil]
As próteses de silicone foram uma revolução na estética feminina, abrindo maiores possibilidades e, em todos os sentidos, trazendo muito mais autoestima para quem as possui. Essas possibilidades incluem o fato de conseguir dar maior volume aos seios, que nem sempre ocorre naturalmente, mas que é desejado pela maioria das mulheres; bem como o fato de conseguir o preenchimento da região do seio em caso de cirurgia que exija a extração, como a retirada de um câncer. De qualquer forma, cuidado, atenção e o trabalho de um bom profissional pesam na concretização da ideia de aplicar prótese de silicone.

Esta deve ser uma escolha principalmente pessoal, quando se tratar de procedimento apenas para melhoria estética. A opinião de outras pessoas pode servir para ponderar sobre o assunto, mas não deve ser o maior motivo, exceto quando se tratar da opinião de um médico cirurgião plástico, que realmente ajuda nesta decisão. A mulher que desejar usar silicone nas mamas precisa estar ciente de que se trata de um procedimento cirúrgico e, como tal, possui alguns riscos.



Estes riscos podem perfeitamente serem controlados, se alguns cuidados forem tomados. É preciso ter plena confiança no profissional que irá realizar a aplicação. É importante esclarecer dúvidas e perguntar quais tipos de próteses serão usadas, verificando se estas possuem aprovação pela ANVISA. A estrutura disponível para a cirurgia deve incluir espaço hospitalar para tratamento de possíveis complicações, e apenas o cirurgião plástico deve realizar a cirurgia, pois ele é que possui conhecimento suficiente para agir em qualquer caso.

Não há apenas uma forma de aplicação. É bem importante discutir cada uma delas com o médico. Veja duas delas através dos vídeos abaixo:


[Vídeos: [1] Dr. Davi Pontes; [2] Federico Pérez de la Romana]


Outro cuidado importante é quanto ao tamanho das próteses. Para ter certeza do tamanho de moldes, é preciso pedir ao cirurgião plástico que forneça moldes para teste, que ajudam muito na escolha do tamanho ideal, nem muito grande nem muito pequeno. E, por fim, é preciso ter consciência de que a prótese de silicone não é um elemento estático. Deve-se, mesmo que esporadicamente, fazer mamografia e/ou ultrassom, e, na suspeita de rompimento (o que pode gerar problemas), o melhor é a ressonância magnética. Após um prazo de dez anos, deve ser feita a substituição das próteses por novas, reduzindo também o risco de ficar com uma prótese ‘vencida’, que pode calcificar e gerar tumor maligno.

Seguidos os cuidados necessários, é seguro usar silicone e, sem dúvida, esta será uma das opções de muitas mulheres nos próximos tempos. Ainda não foram criados outros métodos mais efetivos no aumento das mamas, mas já surgiram alguns, como a inserção da gordura retirada em lipoaspiração, que evitaria possível reação de rejeição, que é controlada por medicamentos nas cirurgias de silicone. Também foi desenvolvido um sutiã que promete o aumento de até dois números, entre outras técnicas alternativas.

Então, quando uma mulher se perguntar se deseja ter silicone nos seios, deve pensar, além de seu lado estético, nos cuidados antes e após a cirurgia de colocação da prótese, para que a beleza venha, e esta só surge quando vem junto do bem-estar.


E ainda mais para você: Sua pele e o verão





Þ GOSTOU DESTA POSTAGEM? USANDO ESTES BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!
  • chevron_left
  • chevron_right

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELOS ÍCONES CIRCULARES) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

sentiment_satisfied Emojis do Google (texto para inserir)