A desertificação e suas consequências


Ciência & Saúde


A desertificação é um fenômeno em que há transformação de áreas em locais com características desérticas. Há uma redução do potencial biológico das terras, que pode ser induzido ou agravado pela ação humana, onde há equilíbrio biológico instável, ou áreas naturalmente instáveis por conta da circulação geral da atmosfera.

https://www.oblogdomestre.com.br/2019/03/Desertificacao.CienciaESaude.html
[Imagem: Free-Photos/Pixabay]



O avanço das áreas desérticas é algo assustador. Um terço das áreas mundiais, até o ano de 2100, será formado por áreas desérticas. Esse valor cresce à medida que novas áreas de florestas são derrubadas ao redor do mundo, principalmente em países emergentes, onde existe “um potencial de expansão de áreas aproveitáveis economicamente”. Observe a última afirmação e veja que há certa incoerência nesse pensamento, e o resultado não é nada bom... 

No Brasil, mais de onze por cento do território nacional é suscetível à desertificação. Essa área não está apenas na região Nordeste, conhecida por seu clima semiárido, mas por locais no Sudeste como Minas Gerais e Espírito Santo. No Rio Grande do Sul, cento e noventa mil hectares também passam pelo mesmo problema – só em Itaqui-RS, três mil hectares já são inúteis à agricultura. As secas, como as que ocorrem no Nordeste, são fenômenos periódicos e climáticos. O homem não interfere no fato de ocorrerem ou não, mas na intensidade dos efeitos que causam.

O combate aos efeitos da desertificação ou ao fenômeno em si exige diversas medidas. Pode-se citar a ampliação de programas de reservação de água pluvial com cisternas, estímulos a fontes de energia renováveis ao uso da lenha, combate ao desmatamento e manutenção de áreas verdes inclusive em propriedades rurais.

Quando um local passa por desertificação, perde-se seu potencial agrícola e, por conseguinte, há êxodo rural. As áreas urbanas recebem pessoas que não têm as aptidões para trabalhar naquele local, pois sempre gostaram de viver e aprenderam como cultivar a terra, mesmo que tenham cometido erros em algumas práticas (como desmatar ou queimar campos), e que sofrem dificuldades de adaptação. Outro efeito está em problemas de abastecimento de água, reduzindo sua disponibilidade em alguns locais à jusante de onde havia fontes e cursos d’água.



👉 E ainda mais para você: Monotonia no Campo



GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Não aceitamos comentários com links. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.