Previdência Social lança portal “Meu INSS”


Utilidades


Vários serviços públicos têm-se transformado com a popularização do acesso à web. O que antes era restrito aos finais de semana, hoje ocorre diariamente. Entretenimento, notícias e muito mais que a internet pode oferecer são acessados todos os dias. O mesmo vale para informações essenciais ao cidadão, como a consulta de despachos judiciais, andamento de processos em prefeituras, benefícios previdenciários, cópia digital da CNH e muito mais. Nesse contexto, há o novíssimo portal “Meu INSS” [meu.inss.gov.br].

https://www.oblogdomestre.com.br/2018/03/PortalMeuINSS.Utilidades.html
[Imagem: O Blog do Mestre]



Antes de começar a falar sobre o portal, como toda grande mudança, há algum ônus. Pessoas com mais idade e nenhuma experiência com aparelhos tecnológicos precisam de ajuda para usar o serviço. Alguns procedimentos burocráticos na obtenção de benefícios previdenciários, como a marcação de perícia médica e outros, só ocorrem pelo meio virtual. Pensando nessa mudança, são disponibilizados computadores com acesso à internet e os funcionários auxiliam os segurados a fazer seus pedidos. Entretanto, nesses casos, fica a pergunta: por que o funcionário não pode fazer isso diretamente de seu guichê, quando o segurado for inapto a mexer em um PC?

Por outro lado, o portal traz maior transparência ao contribuinte da Previdência. Nele é possível acompanhar deferimentos e indeferimentos de pedidos de benefício (um defeito é exigir download de arquivo PDF ao invés de informar, por texto, tais decisões). Também é apresentado o histórico de contribuições e pagamento de benefícios, dados cadastrais, informações úteis e muito mais.

Uma importante informação a inserir no portal seria o banco onde ocorre o pagamento. Periodicamente ocorrem licitações para escolha de uma rede bancária a ser responsável pelo pagamento de benefícios, a qual os realiza com o fornecimento de documento de identificação com foto.

Quando falamos de login, a experiência do usuário é agradável, pelo mesmo pedir poucos dados de identificação: é exigido o número de CPF, bem como uma senha com letras, sendo ao menos uma maiúscula, número e caractere especial. Entretanto, ao utilizar os links para agendamento de perícia médica ou prorrogação de benefício, acaba a facilidade: o usuário é redirecionado para um formulário onde precisa inserir dados pessoais e o número “NIT”. Esses dados podem ser copiados e colados do “Meu INSS”, mas isso só irá ocorrer para quem é um pouco familiarizado com tecnologia.

Com ajustes, espera-se que a ferramenta que já se tornou obrigatória realmente torne mais simples a experiência do usuário. Deve-se considerar que é um avanço poder realizar serviços como agendamentos de perícia médica no conforto de casa, principalmente nos grandes centros, onde deslocamentos são mais caros e demorados. O Governo também promete avanços futuros na concessão de auxílio maternidade/paternidade (sincronizado com o registro do nascimento do bebê) e aposentadoria por idade (a qual já possui seção especial no portal “Meu INSS”). Agora é aguardar!





GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.