Ciência & Saúde

 

Os hormônios são muito importantes para a nossa saúde: qualquer desequilíbrio para mais ou menos das doses que nosso organismo precisa causa consequências. Nessa postagem, vamos saber um pouquinho mais sobre eles, no que mexem, quais os tipos e como são produzidos em nosso corpo.

 

Corpo humano é regido por vários hormônios
[Hormônios regulam todo o corpo. Imagem: PublicDomainPictures / Pixabay]


 

DEPOIS, VOCÊ PODE LER TAMBÉM

» Cuidando da saúde dos rins

 

» Açúcar causa dependência?

 

» Como funciona o desenvolvimento de um novo remédio?

 

O QUE SÃO OS HORMÔNIOS?

 

Os hormônios são substâncias químicas produzidas em nosso corpo pelas glândulas endócrinas (como a tireoide, pâncreas, hipófise, hipotálamo...). Esses hormônios regulam funções no organismo, sendo lançados pela glândula e chegando a tecidos-alvo, gerando uma resposta.

 

Uma dessas funções, de acordo com uma antiga reportagem da revista Superinteressante, seria a regulação da massa corporal:

 

O Mecanismo do Peso

“Hormônios são proteínas cuja função é regular os complicados mecanismos do organismo – como o do aumento e da redução do peso do corpo, de grande interesse para muita gente. Em outubro, o geneticista Jeffrey Friedman, da Universidade Rockfeller, Estados Unidos, isolou o primeiro hormônio capaz de controlar o peso, chamado leptina. Ele é produzido por um gene que, quando funciona mal, o organismo ganha peso. A meta é transformar a substância em remédio para emagrecer. Este ano, Friedman avançou nesse objetivo, descobrindo duas substâncias que auxiliam a leptina em seu papel regulador.”

 

Superinteressante. Março de 1996.

 

Além disso, também envolvem o humor e sensação de prazer (como os hormônios endorfina e dopamina), funções reprodutivas (testosterona, estrogênio), metabolismo de açúcares (insulina), amamentação (prolactina) e crescimento (GH), dentre outros. Como se pode perceber, são muitas as funções reguladas por hormônios, sendo muito importante que eles estejam em dia, caso contrário, podem acontecer doenças, como o diabetes, hipo e hipertireoidismo, por exemplo.

 

PROBLEMAS NA TIREOIDE

 

Quando a glândula tireoide desregula sua produção de hormônios, surgem os problemas de saúde chamados de hipertireoidismo (produção excessiva) ou hipotireoidismo (produção abaixo do normal). Em qualquer um desses problemas, medicação e tratamento definidos por um médico serão fundamentais para levar uma vida normal, com pequenas adaptações.

 

De acordo com o portal do médico Dráuzio Varela, o hipotireoidismo sem tratamento leva, dentre outros sintomas, a cansaço, depressão, prisão de ventre, mudanças na voz, menos apetite e intolerância ao frio. Já o hipertireoidismo pode levar à taquicardia, insônia, tremores, olhos saltados e até a perda da capacidade de decisões com equilíbrio.

 

OS HORMÔNIOS SEXUAIS

 

A testosterona é um hormônio masculino, produzido nos testículos, e que reforça características dos homens, está relacionada ao desejo e potência sexual. Também é necessária à produção e amadurecimento de espermatozoides. A reposição do hormônio, para quem possui níveis baixos, carece atenção e precisa ser feita com acompanhamento médico.

 

Nas mulheres, o equivalente à testosterona é a dobradinha “estrógeno e progesterona”, hormônios produzidos nos ovários. É com esses hormônios que ocorre o funcionamento do corpo feminino, desenvolve-se a fertilidade e surgem características na puberdade como pelos pubianos, mamas mais desenvolvidas e contornos do corpo. Também existe testosterona na mulher, mas em menor quantidade do que em homens.

 

Os hormônios sexuais definem as características individuais. É por esse motivo que pessoas que desejam assumir o aspecto de outro sexo (o que costuma ser chamado de transição-de-gênero) suplementam com hormônios como testosterona ou estrógeno. Pelos efeitos que isso pode causar, não pode ser feito sem indicação médica, até nos casos onde os hormônios correspondem ao sexo original.

 

REPOSIÇÃO HORMONAL APÓS A MENOPAUSA

 

A menopausa, que marca o declínio da produção hormonal nas mulheres e o encerramento do ciclo reprodutivo, não vem sozinha. Há alguns sintomas como ondas-de-calor (os populares “fogachos”), ressecamento da vagina e até mudanças no humor, que podem ser amenizados nas mulheres cujo declínio hormonal foi mais intenso pela reposição hormonal. As aplicações ocorrem por comprimidos, géis e adesivos.

 

ANIMAIS CRIADOS EM GRANJA AVÍCOLA

 

Há pessoas que creditam mudanças no corpo à alimentação com carne de aves. Há muitos anos disseminou-se a ideia de que frangos seriam entregues na metade do tempo e muito maiores do que os primos caipiras pela adição de hormônios. Esse é um grande mito, pois o crescimento acelerado dos animais se deve a outras práticas industriais como alimentação, melhoramento genético e viveiros com restrição de movimentação.

 

A indústria da produção de carne aprimorou-se a tal ponto que em pouco tempo se tem muitos animais. Vêm surgindo as linhas orgânicas, mas elas não se devem à restrição hormonal, pois hormônio seria um insumo muito caro, mas à forma de alimentação e outros elementos no processo de produção.

 

OUTROS SISTEMAS ALÉM DO ENDÓCRINO

 

Falamos ao longo dessa postagem sobre alguns aspectos relacionados aos hormônios e glândulas do nosso corpo e alimentos, não esgotando esse assunto tão fantástico sobre a saúde humana. No post linkado na linha azul 👇🏻, fomos além e te passamos um panorama sobre os sistemas que compõem o corpo humano. Clique e veja:

 

 

 

E AINDA MAIS PARA VOCÊ:

👉 Os sistemas do corpo humano

 

 

GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!