Matemática

 

No mês passado, apresentamos as equações do MRV e MRUV, os movimentos retilíneo uniforme e retilíneo uniformemente variado. Todas elas dependem de variáveis como instante de tempo (t), posição (x), velocidade (v) e aceleração (a). A equação de Torricelli não envolve integrações e derivações, como mostramos naquela postagem, mas é uma carta na manga quando não sabemos o instante de tempo t, mas sabemos as demais variáveis. Nessa postagem, vamos conhecer que equação é essa é como ela veio de outras equações conhecidas.

 

 

Imagem mostra movimento, que é modelado pela Equação de Torricelli.
[Luzes representam o movimento. Imagem: Michael Kauer/Pixabay]


 

DEPOIS, VOCÊ PODE LER TAMBÉM

» O fenômeno da superfusão

» Quantas cores o arco-íris tem?

» O desafio dos tanques

 

DEDUZINDO A EQUAÇÃO DE TORRICELLI

 

A Equação de Torricelli é válida para o MRUV, ou Movimento Retilíneo Uniformemente Variado, ou seja, um tipo de movimento com aceleração constante. Para esse tipo de movimento, as seguintes equações são válidas:

 

a(t) = a

v(t) = v0 + at

x(t) = x0 + v0t + (at²)/2

x = v0t + (at²)/2

 

Quase todas as equações do MRUV são dependentes do instante de tempo t em que queremos saber posição ou velocidade, pois a aceleração é uma constante. Pode haver alguns problemas, porém, em que vamos saber qual a velocidade inicial v0 e o deslocamento, mas não fazemos ideia de qual instante de tempo estamos tratando. Para esses casos, vamos usar a Equação de Torricelli, que é deduzida quando eliminamos a variável tempo, substituindo uma equação na outra:

 

v(t) = v0 + at

t = (v - v0)/a

 

x = v0t + (at²)/2

x = v0[(v - v0)/a] + (a[(v - v0)/a]²)/2

x = [(v0v - v0²)/a] + [(v - v0)²/a]/2

x = [(v0v - v0²)/a] + [(v - v0)²/2a]

x = [(v0v - v0²)/a] + [(v² - 2v0v + v0²)/2a]

x = [2(v0v - v0²) + (v² - 2v0v + v0²)]/2a

x = [2v0v - 2v0² + v² - 2v0v + v0²]/2a

x = [2v0v - 2v0² + v² - 2v0v + v0²]/2ª

x = [v² -  v0²]/2a

2ax = v² -  v0²

v² = 2ax + v0²

v² = v0² + 2ax

 

ou

 

v² = v0² + 2a(x – x0)

 

Que é a equação de Torricelli. Em alguns livros e sites, a posição x pode ser chamada pela letra s:

 

v² = v0² + 2a(s – s0)

 

 

Essa letra “s” vem do inglês space, mas há entendimento de que não estamos falando de espaço, pois o deslocamento considera um ponto material, sem dimensão significativa em nossa análise. Por isso, usamos a letra “x” para posição, mas explicamos que a fórmula é a mesma, apenas mudando por conta de entendimentos diferentes.

 

SABENDO DE ONDE VEM AS EQUAÇÕES DO MRV E MRUV

 

Como foi mencionado no começo do texto, existem algumas explicações para as equações para o MRV e o MRUV. É preciso saber as formas mais básicas de derivação e integração, ou então decorar as fórmulas para resolver problemas para esses tipos de movimento. Quer saber mais? Veja no link sugerido na barra azul 👇🏻.

 

 

E AINDA MAIS PARA VOCÊ:

 

 

GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!