Por que saber sobre DNA é tão importante?


Ciência & Saúde


Você já usou um QR code alguma vez? Ou foi a um supermercado e comprou algo, cujo preço foi obtido em um leitor de código de barras? Essas são formas de transmitir informação, ideia semelhante a do Ácido Desoxirribonucleico ou DNA.

https://www.oblogdomestre.com.br/2018/05/AcidoDesoxirribonucleico.DNA.CienciaESaude.html
[Imagem: Laboratório SACE]



O DNA é formado por uma molécula em hélice cujas "fitas" se ligam por pontes de hidrogênio. Três tipos de substâncias a formam: pentoses (açúcares com cinco elementos de carbono), fosfatos e nucleotídeos (ligados aos pares fixos de Adenina/Timina e Citosina/Guanina, com cada um deles em uma das fitas).

Separando um trecho com DNA temos os genes e, agrupados e compactados, temos os cromossomos, que definem as características individuais. Metade dos cromossomos se origina de herança da mãe e o restante do pai de uma pessoa. Com essa lógica, os gametas sexuais possuem vinte e três cromossomos e as demais células quarenta e seis.

Como o DNA e seus grupamentos superiores possuem características individuais, a ideia de receber metade do pai e metade da mãe parece justa e até mesmo perfeita, vinda de Deus. E também permite verificar relações de parentesco, diante disso. No teste de DNA ocorre a verificação de similaridade entre o DNA de ambas as partes.

Os genes, ou trechos de DNA, trazem características individuais marcantes, como a cor do cabelo, olhos, estatura, formato da face, e muito mais. Em outros seres que não o homem, o DNA (ou, conforme o ser, o RNA) também traz as informações de cada indivíduo ou espécie.

Com essas informações se assentam os estudos sobre transgênicos. Um exemplo clássico é o dos cultivos agrícolas: pode haver uma espécie naturalmente resistente a uma praga e outra não. Pode-se estudar qual gene pode conferir essa resistência e inserir no DNA da outra que sofre ataques (claro que o processo é mais complexo do que aqui se apresenta, mas ilustramos o essencial).

Os estudos com transgênicos podem reduzir o uso de defensivos, aumentar produtividade ou conferir outras características úteis. Fazer algo assim só ocorria por seleção de espécies (natural ou não) ou enxertia. Mas, serão sempre necessários estudos posteriores para ver as possíveis implicações no consumo de transgênicos ou matérias similares.

Por força de Lei, os produtos alimentícios brasileiros já possuem em suas embalagens indicação de uso de transgênicos. Basta procurar um "T" dentro de um triângulo amarelo.

Informação é algo essencial em todos os sentidos. O DNA é o segredo que a ciência vai trabalhar muito e avançará diante de seu conhecimento. O que hoje é desafio na área de saúde pode ser superado em breve, indo direto nesta fonte de conhecimento de nós mesmos.


👉 E ainda mais para você: Superioridade de raças e a genética


GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.