Variedades

Medições são realizadas pelo homem por meio de algum tipo de grandeza na qual possa estabelecer alguma comparação com outra. Um exemplo simples é o uso de réguas e trenas na medição de comprimentos. Mas, e quando não for possível realizar uma medição desta forma?

Microscopia
[Imagem: Tecnoculto]



Quando isto acontece, partimos para técnicas diferentes de medir tamanhos. Uma delas é o peneiramento, onde se definem tamanhos de partículas de rochas diversas e de solos, com base no que fica retido em uma peneira ou um conjunto de peneiras de abertura conhecida. Mesmo em alguns casos de objetos de tamanho macroscópico, como grãos de brita, se define o 'diâmetro' para a venda comercial.

Em partículas muito pequenas, como as argilas, o peneiramento é inútil, pois todas elas passam pelas furações. Usando princípios físicos, como a Lei de Stokes, são feitos ensaios de sedimentação, que dependem da temperatura, do meio em que se coloca a partícula e do diâmetro destas.

Mas a sedimentação não é a única técnica para conhecer tamanhos de partículas. Microscópios podem ser usados para fazer esta tarefa, e também em caso de estarmos falando de seres vivos e desejarmos verificar seus comportamentos, como se vê na imagem acima, gerada a partir de microscópio eletrônico.


Você também pode gostar de: (Matemática) Escala e Razões de Semelhança




Þ Gostou desta postagem? Usando estes botões, compartilhe com seus amigos!