O desperdício de materiais na construção civil

watch_later 17 de maio de 2016
comment Comentar
Variedades


A construção civil é um dos setores que mais demandam recursos naturais para o processo de edificação e para a produção de materiais e componentes. E desperdiça muito da cerca de uma tonelada em materiais demandada por metro quadrado construído. 

Entulho
[Imagem: Mongagua]


Algumas fontes afirmam que, a cada três prédios edificados, poderia ser feito um quarto só com o desperdício dos demais. Porém é importante salientar que estas perdas seriam em volume de material e não em dinheiro 💲, pois os materiais e componentes mais caros não são tão desperdiçados. É por isso que medir desperdício exige a definição de uma unidade de comparação, que preferencialmente deve ser volume, massa, sacos, unidades, peças, entre outras.

O desperdício de materiais pode ser incorporado (quando não aparece e permanece na edificação, como na sobre-espessura de emboço ou cordão de argamassa) ou não (no caso dos entulhos) e possui diferentes causas. Começando pelo projeto, este pode gerar desperdício quando há superdimensionamento, falta de paginação (projeto de disposições de blocos ou revestimento cerâmico), uso de componentes com vida útil muito acima da vida útil de toda a edificação ou de má qualidade.

Passando à execução, desaprumos na alvenaria ou nas estruturas obrigam a existência de correção posterior com revestimentos (argamassado, de gesso, etc.). O uso da ferramenta inadequada propicia queda e perda de material, como transporte de blocos em girica, aplicação de argamassa com colheres de pedreiro grandes, corte de cerâmica com torquês, entre outros exemplos.

Já na etapa de uso e manutenção da edificação, o desperdício pode se dar em reformas ou por mau uso, que pode acelerar o processo de troca de componentes. Por vezes, a tendência estética ultrapassada influi, como no caso da troca do revestimento com 20 anos de idade, que ainda atende bem às suas funções mas não agrada mais.
Como o tema desperdício é grande, é preciso pensá-lo em todas as etapas: Projeto, Construção e operação/manutenção. A cada uma se deve dar especial atenção.


E ainda mais para você: Valor e preço




GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!
  • chevron_left
  • chevron_right

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELOS ÍCONES CIRCULARES) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

sentiment_satisfied Emojis do Google (texto para inserir)