Por um bem viver

watch_later 1 de julho de 2015
comment Comentar
Variedades


O ENEM é, sem sombra de dúvida, uma das mais importantes avaliações tanto para alunos do ensino médio que desejam ingressar no ensino superior, ou testar seu ritmo de prova para buscar um bom desempenho no ano seguinte. Além disso, para alunos em determinadas condições (entre elas ter mais de 18 anos de idade), pode significar a aprovação do ensino médio, sendo necessário consultar o regulamento completo no site do exame para maiores informações.

Dentre as competências avaliadas pela prova, também é inclusa a capacidade argumentativa e sua fundamentação por meio da prova de redação. O modelo de texto já é bastante consagrado, sendo a dissertação: texto em que é exposto um assunto, argumentos sob diferentes pontos de vista a respeito do assunto e, em uma conclusão, o autor deve se posicionar a respeito e, dentro de condições que respeitem os direitos humanos, propor alguma solução prática sobre o tema proposto.  

PDE
[Imagem: Inep]


De forma mais implícita, também são avaliados o domínio da norma culta da Língua Portuguesa e a capacidade de expressão. Ou seja, em uma parte da prova são avaliadas múltiplas competências, o que faz todo o sentido, já que a comunicação envolve todos estes aspectos, sendo a linguagem falada e escrita seu instrumento de manifestação.

Dentre os milhões de alunos que realizam a prova, poucos conseguem atingir a nota máxima. Em 2014, dos seis milhões de participantes, apenas 250 conseguiram este feito. Veja abaixo uma destas redações, sobre o tema publicidade infantil, cujo título é “Por um bem viver”, de autoria de Dandara Luíza da Costa:

O ornamento da vida está na forma como um país trata suas crianças'. A frase do sociólogo Gilberto Freyre deixa nítida a relação de cuidado que uma nação deve ter com as questões referentes à infância. Dessa forma, é válido analisar a maneira como o excesso de publicidade infantil pode contribuir negativamente para o desenvolvimento dos pequenos e do Brasil.

É importante pontuar, de início, que a abusiva publicidade na infância muda o foco das crianças do que realmente é necessário para sua faixa etária. Tal situação torna essas crianças pequenos consumidores compulsivos de bens materiais, muitas vezes desapropriados para determinada idade, e acabam por desvalorizar a cultura imaterial, passada através das gerações, como as brincadeiras de rua e as cantigas. Prova disso são os dados da UNESCO afirmarem que cerca de 85% das crianças preferirem se divertir com os objetos divulgados nas propagandas, tornando notório que a relação entre ser humano e consumo está “nascendo” desde a infância.

É fundamental pontuar, ainda, que o crescimento do Brasil está atrelado ao tipo que infância que está sendo construída na atualidade. Essa relação existe porque um país precisa de futuros adultos conscientes, tanto no que se refere ao consumo, como às questões políticas e sociais, pois a atenção excessiva dada à publicidade infantil vai gerar adultos alienados e somente preocupados em comprar. Assim, a ideia do líder Gandhi de que o futuro dependerá daquilo que fazemos no presente parece fazer alusão ao fato de que não é prudente deixar que a publicidade infantil se torne abusiva, pois as crianças devem lidar da melhor forma com o consumismo.

Dessa forma, é possível perceber que a publicidade infantil excessiva influencia de maneira negativa tanto a infância em si como também o Brasil. É preciso que o governo atue iminentemente nesse problema através da aplicação de multas nas empresas de publicidade que ultrapassarem os limites das faixas etárias estabelecidos anteriormente pelo Ministério da Infância e da Juventude. Além disso, é preciso que essas crianças sejam estimuladas pelos pais e pelas escolas a terem um maior hábito de ler, através de concessões fiscais às famílias mais carentes, em livrarias e papelarias, distando um pouco do padrão consumista atual, a fim de que o Brasil garanta um futuro com adultos mais conscientes. Afinal, como afirmou Platão: “o importante não é viver, mas viver bem.”





GOSTOU DESTA POSTAGEM? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!
  • chevron_left
  • chevron_right

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELOS ÍCONES CIRCULARES) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

sentiment_satisfied Emojis do Google (texto para inserir)