As mudanças de estado físico

por - domingo, setembro 01, 2019

Química


Tudo o que vemos em nosso cotidiano se apresenta em estados físicos diferentes. Um deles é o sólido, onde se tem um aspecto homogêneo, uniforme, rígido. Os outros são o líquido, com maior liberdade de movimentação e escoamento, e o último é o de gás ou vapor. Para solos, ainda se costuma falar em outras formas, como o semissólido, que seria algo viscoso, mas não completamente liquefeito.

O estado físico está diretamente relacionado à temperatura de um corpo, que é o estado de agitação molecular de uma substância. Ela varia muito no estado sólido, líquido ou de gás/vapor.

https://www.oblogdomestre.com.br/2019/09/MudancaEstadoFisico.Fisica.Quimica.html
[Imagem: rawpixel/Pixabay]



O estado sólido se caracteriza por menor volume, arranjo molecular ordenado e bajxa agitação molecular. No líquido tem-se maior volume e temperatura, chegando-se ao estado gasoso, com completo desarranjo molecular e tendência à ocupação de todo o espaço disponível.

Além da temperatura, outras variáveis influem    no estado físico das substâncias como pureza, pressão de vapor e pressão atmosférica. Não iremos dar ênfase a essas variáveis nesse post.

FUSÃO


Com um aumento de temperatura e outras condições constantes, é a passagem do estado sólido para o líquido. Na água, damos o nome do sólido de gelo e o líquido de água.

EBULIÇÃO


Com aumento de temperatura e nenhuma outra condição modificada, é a mudança do líquido para o estado de vapor. Chamamos de gás ou vapor a água evaporada. Note que somente a água recebe um nome para cada estado físico.

SOLIDIFICAÇÃO


Com redução de temperatura, faz-se o líquido virar sólido. Usamos essa mudança na formação do gelo ou ainda para consolidar metais após conformá-los no formato desejado.

CONDENSAÇÃO - LIQUEFAÇÃO


É a mudança do estado de vapor para o líquido. A condensação se destaca por ocorrer em superfícies denotando diferenças de temperatura. Um exemplo está nos vidros de carros e residências no inverno, que são aquecidas internamente e fazem interface com o exterior mais frio. Esse pode ser um bom indicativo da temperatura que está lá fora e de que, para evitar o mofo, que se deve abrir alguma janela.

SUBLIMAÇÃO


É a passagem direta do estado sólido ao de vapor, sem intermediário. O inverso é eventualmente chamado de sublimação (vapor à sólido) ou ressublimação.

PONTOS DE FUSÃO E EBULIÇÃO


Para as substâncias diversas, o ponto de fusão é a temperatura onde a fusão ocorre. É uma temperatura fixa onde só há aumento de temperatura quando a substância mudar de estado físico.

O mesmo raciocínio vale para a ebulição se, e somente se, estivermos falando de substâncias puras. Esse é um caso raro, visto que é difícil algo na natureza ser completamente puro. Para misturas quaisquer, ao invés de um ponto de fusão e outro de ebulição, há patamares de mudança de temperatura. De uma T0 a T1 tem-se a mudança de estado físico.

https://www.oblogdomestre.com.br/2019/09/MudancaEstadoFisico.Fisica.Quimica.html
[Imagem: O Blog do Mestre]


Outra mudança importante é a alteração desses valores de referência. Ao misturar algo à água em solução aquosa, por exemplo, baixa-se o ponto inicial de fusão e se aumenta o de ebulição. Isso é útil para evitar problemas como o acúmulo de neve - países com neve frequente (todos os invernos) desobstruem rodovias aplicando sal de cozinha (cloreto de sódio - NaCl), com viadutos e pontes protegidos contra o ataque de cloretos por conta dessa aplicação.

A ESCALA CELSIUS DE TEMPERATURA


Das diferentes escalas de temperatura, a de Celsius possui marcos baseados na água e suas mudanças de fase. 0°C são a temperatura de fusão, 100°C de ebulição e as demais apenas uma divisão fracionada dessa escala.

DESTILAÇÃO


Quando tratamos de misturas, as diferentes substâncias ou as fases da mistura podem mudar de estado físico em diferentes temperaturas. Esse fator pode ajudar na separação delas, no processo chamado destilação. Leva-se ao estado de vapor e depois se liquefaz ou solidifica a fração desejada. Algumas aplicações práticas:

- Separação do petróleo nas bases dos subprodutos.
- Aumento do teor alcóolico de bebidas.
- Produção da cerveja sem álcool.
- Purificação da água.


👉 E ainda mais para você: O fenômeno da superfusão


GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!

#PartiuLer Mais essas sugestões de posts!

0 comentários

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Não aceitamos comentários com links. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!