Arte Rupestre


Arte


Ficamos impressionados com a quantidade de novas imagens que surgem todos os dias nas redes sociais. Às vezes, é impressionante observar como a web se transformou em meu-querido-diário. Mas, isso não é tão atual como se pensa, como revela a arte rupestre. Registrava-se a vida, mas de outra forma.

https://www.oblogdomestre.com.br/2018/03/ArteRupestre.Historia.html
[“Arte rupestre nas grutas de Lascaux, França”. Imagem: ZABAAN]



Arte rupestre (termo advindo do francês) é um conjunto de desenhos e pinturas, feita por meio de instrumentos ou com as mãos, em rochas ou locais isolados, como no interior de cavernas. Esta forma de arte representa algo bastante primitivo, pré-histórico. Se a História começa com a invenção da escrita, a arte rupestre surgiu como meio de comunicação anterior a ela.

O Homem primitivo utilizava carvão, vegetais diversos, sangue e pelo de animais, dentre outras ferramentas para criar gravuras que representavam seu cotidiano (alimentação, rituais religiosos, relações sexuais, dentre outras atividades). As civilizações pré-históricas tinham a crença de que, ao representar algo na forma de arte rupestre, aquilo poderia vir a se materializar futuramente. Por exemplo: ao pintar uma situação de caça, seriam bem-sucedidos na próxima vez em que fossem caçar.

Há ressalvas, segundo apresenta a Enciclopédia Itaú Cultural, em considerar a arte rupestre como “arte”, pois não havia uma preocupação especial no sentido estético. Por outro lado, há um valor expressivo como forma de conhecimento do passado. A arte rupestre começou na pré-história e continuou a ser desenvolvida em milhares de locais, hoje sítios arqueológicos, em todo o mundo.

O que mais chama a atenção, dentro da arte rupestre, é nas figuras abstratas. O que parece ser comum em tempos modernos, causa estranhamento: o que se pretendia dizer com figuras que envolviam apenas linhas, ziguezagues e figuras geométricas diversas?

A arte rupestre parece ser apenas uma das provas de que o ser humano não é tão diferente de seus ancestrais como pensa. Ele vê, vive, convive e recria a realidade através de instrumentos, transmitindo-a para tempos futuros.


👉 E ainda mais para você: A fotografia e a regra dos terços



GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.