Algumas máximas, tweets, provérbios e ditos populares (49) – especial provérbios árabes






“De que filho a senhora gosta mais? Do pequeno, até que cresça; do ausente, até que volte; do doente, até que sare.”

“O mar brigou com o vento e quem virou... foi a barquinha.”

“Ele procura mel no traseiro da vespa.”

“Tema quem não teme a Deus.”

“Louco é o viajante que quer construir uma casa no caminho.”

“Jante-o antes que ele te almoce.”


“Pela repetição, até o asno aprende.”

“Lar, doce lar..., que escondes todos os meus defeitos!”

“Com um bom conselho, antigamente ganhava-se um camelo; hoje, a inimizade...”

“Pai dele, alho; mãe, cebola. Como pode ele cheirar bem?”

“Se há muitos comandantes, o navio afunda.”

“Não dê trela ao desocupado: ele fará de ti a sua ocupação.”

“Enquanto não tiveres conhecido o inferno, o paraíso não será bastante bom para ti.”

“Não aconselhes o tolo: em qualquer caso ele te culpará depois.”

“Quem ocupa o poder tem metade das pessoas contra si... isto, se ele for justo.”

“Ele joga a pedra e depois diz: - É o destino.”

“Todo homem é mais parecido com sua época do que com seu pai.”


“Eu já falei que é boi, mas ele insiste em querer ordenhar...”

“Adversidades são grandes oportunidades.”

“Quem quer ficar bêbado não fica contando os copos.”

“Tudo o que acontece uma vez pode nunca mais acontecer, mas tudo o que acontece duas vezes, acontecerá certamente uma terceira.”

“Defeito que agrada o sultão, vira virtude.”

“Cada um tem o seu dia! Ó adversidade, tu também terás o teu!”

“Caíste sozinho ou foi o camelo que te arremessou? Tanto faz: o fato é que eu caí.”

“Por causa da rosa, a erva daninha acaba sendo regada.”

“Limpe tua casa, pois não sabes quem baterá à tua porta; lave teu rosto, pois não sabes quem o beijará.”

“Vender e arrepender-se é melhor do que não vender e se arrepender.”

Quem estuda e não pratica o que aprendeu é como o homem que lavra e não semeia.”

“Mais vale ser cego dos olhos do que do coração.”

“Alimente teu cão e ele guardará tua casa; faça jejuar teu gato e ele comerá os ratos.”

“Muro baixo, o povo pula.”

“Teu moinho gira para a direita ou para a esquerda? Sei lá, o importante é que ele me dá farinha!”

“Deus, que é eterno, faz com que cada um tenha o seu dia.”

“A repetição deixa sua marca até nas pedras.”

“Antes de examinar a casa (para comprar), examine os vizinhos.”

“Não gaste duas palavras se uma única basta.”

“Não pressiones demais o covarde que ele vira valente.”

“Só sacia sua sede quem bebe pela própria mão.”

“Plantamos o se, nasceu o eu gostaria...”

“Um rosto sorridente é melhor até do que a hospitalidade.”

“Não comas o pão servido por alguém que depois irá te lembrar da oferta.”

“A árvore quando está sendo cortada observa com tristeza que o cabo do machado é de madeira.”

“Nunca se justifique, porque os amigos não precisam, os inimigos não acreditam.”

“Com a mentira se consegue o almoço, mas não o jantar.”

“A palavra é o aroma do homem.”

“É como a peregrinação a Meca: quem diz que é fácil, blasfema; quem diz que é trabalhosa, blasfema.”


ESTE É UM ARTIGO ESCRITO POR MATEUS ROSA, jornalista formado pela UNIFACVEST de Lages/SC. Originalmente, este texto pertencia ao blog Mundo em Pauta, que atualmente faz parte do Blog do Mestre. Mateus Rosa ainda é autor do Repórter Riograndense, site que trata da cultura gaúcha envolvendo curiosidades, tradicionalismo e a agenda local.
 







GOSTOU DESTA POSTAGEM? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Não aceitamos comentários com links. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.