Poesias
 

Nestes tempos de pré-copa do Mundo no Brasil, vejamos apenas uma das várias ideias sobre o que é realmente uma bola, de João Cabral de Melo Neto:



[Imagem: Bola na Rede]

“A Bola não é inimiga
como o touro, numa corrida;
e embora seja de muito utensílio
caseiro e que se usa sem risco,
não é o utensílio impessoal,
sempre manso, de gesto usual:
é um utensílio semivivo,
de reações próprias como bicho,
e que, como bicho, é mister
(mais que bicho, como mulher)
usar com malícia e atenção
dando aos pés astúcia de mão.” 

(O Futebol Brasileiro evocado na Europa. In: Museu de tudo. Rio de Janeiro: José Olympio Editora, 1975.) 

 

Você também pode gostar de: (Mensagens e poesias) Saara
 

 

Þ Gostou desta postagem? Usando os botões abaixo, compartilhe com seus amigos!