O MSN não acabou

Como assim?!


Não foram poucas as vezes em que pessoas transmitiram correntes de e-mail anunciando a notícia do fim do MSN, mas esta informação não procede, pelo menos por enquanto. O que aconteceu foi a substituição de alguns produtos da Microsoft por outros similares, uma questão de marca, e também a prevalência de um nome popular.
Tanto o serviço de e-mail Hotmail quanto o programa de mensagens instantâneas Windows Live Messenger foram substituídos pelo Outlook (que era anteriormente um programa do pacote Office) e pelo Skype™. Só que, popularmente, o Windows Live Messenger ficou conhecido por MSN e, com a substituição, surgiu a notícia de que o MSN acabou.
O MSN (http://br.msn.com) é, na verdade, um portal de notícias e entretenimento criado pela Microsoft, de onde há acesso direto ao serviço virtual de e-mails (Outlook), ao download do Skype e do navegador Internet Explorer 10. Além de possuir a estrutura de notícias, o seu formato favorece a navegação em imagens ilustrativas pré-leitura, o que o diferencia dos demais portais. Porém, a produção de conteúdo não é diretamente relacionada a gigante dos computadores pessoais, havendo conteúdos do jornal Estadão por exemplo. Se você ainda não acredita que o MSN não acabou, aí vai uma foto de hoje do portal:

[Portal MSN Brasil. Foto: Reprodução]

O Windows Live Messenger, por sua vez, realmente terminou. Ele foi um dos pioneiros nas mensagens instantâneas via internet. Para ele, muitos instalaram programas adicionais para enviar emoticons variados, gifs e muitas outras coisas, o que era um tanto trabalhoso na era em que a maioria das pessoas possuía apenas acesso à web por discador. As coisas ficaram bem mais fáceis com o advento da banda larga e o surgimento de um espaço para o Messenger direto do Hotmail, integrando as duas ferramentas, o que foi uma ideia muito interessante, pois o internauta podia escolher qual a forma mais adequada de contato, logo sabia diretamente de seu e-mail se a pessoa com quem iria conversar estava ou não disponível (salvo casos de ‘ocupado’, contados como as maiores mentiras do ‘MSN’).
Com o surgimento espaços para bate-papo nas redes sociais (o já desgastadíssimo Orkut, Facebook, etc.) e também nos demais serviços de e-mail (como o gmail e os e-mails produzidos pelo google, como br-turbo, ig, globomail, etc.), o Windows Live Messenger foi enfraquecendo. Houve uma tentativa de tornar o Windows Live uma espécie de rede social, tanto que havia um perfil virtual, com as últimas atualizações de status, indicação se a pessoa está disponível, lista de amigos e demais informações de contato que a pessoa desejasse. Com esta lista de amigos, similarmente ao que se permite fazer hoje no Facebook, era possível encontrar o e-mail de pessoas com quem não se tivesse mais contato e que se quisesse trocar mensagens, refazer o contato. De tão fraca que foi esta tentativa que algumas pessoas nem chegaram a conhecer o que foram os perfis no Windows Live.
Parte destas funções foi mantida no Outlook, mas a ideia não é mais a mesma, havendo apenas uma lista de contatos com meia dúzia de informações. Durante a transição do Hotmail para o Outlook, o que os usuários tinham acesso era um híbrido, o que já mostrava como seria a nova experiência no e-mail da Microsoft.
O Facebook, que se tornou a maior rede social mundial, passou a ser também um dos principais instrumentos de mensagens instantâneas. O Windows Live Messenger, após ser substituído pelo Skype™, se rendeu à rede social mais poderosa e passou a permitir conversas diretamente de sua interface com os amigos conectados no outro serviço, além dos serviços de chamadas telefônicas e de vídeo-chamada que já eram presentes. Claro que, apesar de a cara ser a mesma, as mensagens avisando que alguém está online (não se usa mais o termo disponível), etc. e tal, a troca de roupagem gera certa desconfiança em uns usuários, enquanto outros adoram as novidades. O certo é quem, em um mundo tecnológico, criar e inovar é Lei, nem que seja mudando nome e layout. E fiquemos sossegados, pois o MSN não acabou. 






Þ Gostou desta postagem? Usando estes botões, compartilhe com seus amigos!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.