O que fez Visconde de Mauá?

Biografia

Irineu Evangelista de Sousa (1813 – 1889), conhecido como Visconde de Mauá, foi um dos pioneiros na industrialização brasileira, contrariando interesses de outros poderosos da época. Este sujeito polivalente nasceu na cidade gaúcha de Arroio Grande, chegando a ser gerente, depois sócio do inglês Ricardo Caruthers. Devido ao trabalho para o inglês, foi à Inglaterra no ano de 1840.
Já no ano de 1845, aventurou-se com variados empreendimentos como os estaleiros da Ponta da Areia, na Baía de Guanabara (Rio de Janeiro), os quais foram os primeiros sul-americanos, diques flutuantes nesta mesma cidade; Companhia de rebocadores a Vapor para o Rio Grande do Sul; Companhia de Navegação a Vapor do Amazonas. Em 1851, criou o Banco Mauá e Companhia, com filiais inglesa e uruguaia. Neste mesmo ano, reorganizou o Banco do Brasil.
Em 1854, inaugurou a primeira estrada de ferro brasileira, ligando a cidade de Petrópolis ao Rio de Janeiro. As que vieram posteriormente receberam apoio financeiro de Irineu: Pernambuco ao São Francisco, Paraná a Mato Grosso, Santos a Jundiaí, estrada de ferro do Rio Verde (em Minas Gerais). Ainda neste ano, traz a iluminação a gás ao Rio e empreita o primeiro trecho do Canal do Mangue; colabora na resolução da questão do abastecimento de águas para a população carioca. Também atua no setor de transporte urbano, criando empresas que trabalhavam com bondes movidos a tração animal.
No ano de 1874, participou da criação do cabo submarino que ligaria o Brasil à Europa. Em montevidéu, empreendeu em diversos ramos, como a iluminação a gás que já fizera na capital imperial, estâncias, curtumes, diques, saladeiros.
Assim como o seu poder econômico foi grande, seu poder político idem.  Em 1854 foi nomeado barão e, em 1874, Visconde. Sabido é incômodo ao interesse inglês que a Indústria se desenvolvesse em outros países, e a existência de desafetos de Irineu, devido a tal força que possuía. A versão oficial da História é que a crise financeira de 1864 abalou as finanças do Visconde de Mauá, que viria a falir onze anos depois. Faleceu sem dívidas, no Rio de Janeiro, a 22 de outubro de 1889. O cinema nacional já retratou sua vida, recentemente, cuja interpretação ficou a cargo de Paulo Sérgio Betti, ator da recém finda novela ‘Lado a Lado’.
 

Veja também: (História) O que fez Jânio da Silva Quadros?

 
 

 

>> Gostou desta postagem? Compartilhe!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.