O inimigo maior, o câncer


Ciência & Saúde


Os diversos tipos de câncer (mais de cem) são a causa de muitas mortes em todo o mundo. Eles consistem em anomalias na divisão celular, onde são ativados genes que promovem a reprodução celular desenfreada (proto-oncogenes convertidos em oncogenes). Podem acontecer em tecidos, sistemas e órgãos das mais diferentes funções, como pulmões, intestino, pele, colo de útero, próstata, mamas... e se espalhar para outros órgãos (metástase).

https://www.oblogdomestre.com.br/2018/10/SabendoMaisSobreOCancer.Saude.html
[Imagem: Eu amo Praia Grande]



Antes se morria de... e hoje...


Certamente você já ouviu falar ou falou esta expressão. Observando o mundo em volta, as pessoas têm a impressão de que o mundo ficou mais difícil (e isso se chama envelhecer).

À parte as impressões que cada um tenha, doenças de ciclo viral ou de origem bacteriana passaram a ser controladas com medicamentos e vacinas. Difícil ver alguém morrer de tuberculose como se via no século passado. De tempos em tempos, apenas se faz necessário reexplicar o que se ensina na escola sobre a importância da vacinação para manter, inclusive, a erradicação de doenças em solo brasileiro.

A expectativa de vida aumentou e, mesmo sendo estranho expor esse outro lado, mas morre-se por doenças mais "difíceis" de lidar e que a ciência irá precisar pesquisar muito ainda para trazer a cura, e os cânceres são um exemplo disso.

O que pode causar?


Com o conhecimento que se tem até o momento, vários fatores podem ajudar a desencadear câncer. Como exemplos pode-se citar o tabagismo; consumo demasiado de embutidos e fiambres; consumo de partes queimadas na carne; beber e comer coisas muito quentes; expor-se prolongada e repetidamente ao sol sem uso de protetor, dentre outros.

Não é regra, mas a exposição maior aos fatores que podem provocar o câncer gera maior probabilidade que ele se desenvolva, fazendo com que pessoas idosas estejam mais propensas. Outro fator que se leva em conta no monitoramento é o fator familiar, que não é predominante para alguém vir a desenvolver câncer, mas é fortemente relacionado a alguns tipos. Recomenda-se que se seu pai ou familiar apresentou certo tipo de câncer em idade X, que você comece a monitorar sua saúde em idade (X - 10).

Também pode haver origem viral, quando tratamos de câncer do colo de útero. Por isso que a vacinação de crianças e jovens contra o HPV foi incluída no calendário nacional de vacinações.

Por que não é fácil tratar?


Como explicado no início do post, são mais de cem tipos de doenças diferentes, cada um afetando algo distinto em nosso organismo. Para buscar tratar, pode-se dispor de mecanismos como cirurgias de extração, radioterapia (radiação visando ou destruir ou impedir a replicação das células cancerígenas), quimioterapia (aplicação de medicamentos por vias diversas) ou transplantes.

O tratamento pode ser algo muito agressivo, e a recuperação depende do estado de espírito do paciente também. É preciso mitigar os sintomas quando a doença está muito avançada, e cuidar para motivar quem começa o tratamento a buscar lutar pela vida. A autoestima precisa ser cultivada, pois a doença pode acometer qualquer pessoa, pois não é fácil passar inclusive pelos pequenos desafios diários como uma perda dos cabelos ou mesmo uma extração de seio.

O "remédio" para todos os cânceres


A fosfoetanolamina sintética, segundo informações do INCA e do G1, foi tema de estudo no Departamento de Química da USP em São Carlos/SP. Não havia sido testada em humanos, mas foi distribuída gratuitamente por cerca de vinte anos a pacientes com câncer. Por conta de toda a repercussão sobre este remédio e que supostamente ele curaria todos os tipos de câncer, empreendeu-se um estudo com pessoas acometidas com diferentes formas de câncer, sendo que apenas uma pessoa apresentou resultado positivo. Diante de tal resultado, decidiu-se suspender novos estudos em função da falta de eficácia comprovada.

A acolhida


Tratar-se contra o câncer não é tarefa fácil. Às vezes isso exige, inclusive, viagens para fora de sua cidade durante o tratamento. Nessa hora, é preciso buscar apoio de familiares e de mais pessoas que estejam dispostas a ajudar, ainda mais quando a renda familiar não comporta essa rotina.
Uma iniciativa nessa linha é a das Casas Ronald McDonald, com uma de suas sedes no Rio de Janeiro (Casa Ronald McDonald RJ) onde é oferecido apoio às crianças e jovens com câncer. Isso inclui o transporte aos locais de tratamento, alimentação e atividades diversas, o que diminui o risco de infecções hospitalares ou de abandono do tratamento. Além de campanhas ao longo de todo o ano, o McDia Feliz é a iniciativa que ajuda a sustentar grande parte das atividades realizadas pela Casa.  


Outras entidades de alcance municipal que atuam ajudando mulheres vítimas de câncer são as Ligas Femininas de Combate ao Câncer. Essas entidades promovem rifas, eventos, desfiles e muito mais buscando ajudar com materiais básicos e roupas, remédios e outros itens, também tendo atuação relevante na luta de pessoas neste momento difícil.


👉 E ainda mais para você: Como funciona a doação de medula óssea?



GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.