Como funciona o SUS?



Variedades


O Sistema Único de Saúde (SUS) é o único, para um país que supere duzentos milhões de habitantes, a ser totalmente gratuito. Dada a quantidade de procedimentos médicos, exames e imunizações, ao menos uma vez na vida o cidadão irá fazer uso desse sistema. Todo e qualquer brasileiro, independentemente de quaisquer fatores físicos e econômicos, tem direito a tratamento médico através do SUS. Exige-se apenas a emissão de cartão de identificação como paciente do SUS, para alguns procedimentos e consultas em instalações de saúde.

http://www.oblogdomestre.com.br/2018/02/ComoFuncionaOSUS.Variedades.html
[Imagem: ABRASCO]



Para isso, há o aporte financeiro, de fontes diversas, pelo Governo Federal. Estados e Municípios também atuam, havendo participação forte da esfera municipal, que aporta mais recursos próprios e administra as estruturas básicas de atendimento, quais sejam os postos de saúde ou UBS’s e as Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s).

Os postos de saúde atendem as demandas mais simples de saúde, com consultas a clínicos gerais, ginecologistas ou, eventualmente, algumas outras especialidades. Também podem ser realizadas imunizações por vacinas, troca de curativos e dispensação de medicamentos. Caso haja maior complexidade, mas que ainda assim seja demais o encaminhamento para a emergência de um hospital, um paciente deverá ser tratado em uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

As UPA’s são administradas pelos municípios, com construção do edifício financiada pelo governo federal. Elas se diferenciam não só por atender complexidade intermediária, mas por possuir horário de atendimento diferenciado, podendo receber pacientes e realizar consultas o dia todo, coisa que não acontece nos postos de saúde. Também não há a possibilidade, até então, de um município receber uma UPA e desviar de função o edifício já construído.

Já as maiores intervenções médicas são realizadas nos hospitais. Nos setores de emergência, ocorre atendimento imediato a casos graves, como acidentes de trânsito, crises alérgicas, dentre outros. Hospitais públicos tradicionalmente possuem problemas crônicos como a demora e os valores repassados nos tratamentos pelo SUS, falta de leitos e de materiais, dentre outros.

Outro problema sério nos hospitais, o qual buscou-se reduzir com a hierarquia bem definida entre UBS, UPA e hospital, era o de consultas nas emergências para casos simples, como tratamento de sintomas da gripe e resfriados. Um paciente que for diretamente para uma emergência hospitalar passará por classificação de risco, podendo ser encaminhado às unidades menores se for necessário.

Os hospitais, ao contrário das UPA’s e UBS’s, podem ter diferentes órgãos administradores, que ´podem ser instituições religiosas, universidades, governos federal e estadual ou mesmo empresas especializadas no setor e planos de saúde. Além da natureza da administração ser diferenciada, os municípios precisam conveniar-se a hospitais que não estejam em seu próprio território, quando isso for necessário para prover atendimento hospitalar. Também precisam garantir transporte para consultas em especialidades ou procedimentos que não sejam realizados dentro de seus próprios territórios.

Uma das maiores preocupações, dentro de toda essa estrutura para atendimento que o SUS proporciona, além da infraestrutura física, está no tempo de atendimento. Doenças mais complexas, como o câncer, não evoluem na mesma velocidade com que o cidadão consegue marcar seus exames, o que pode levá-lo à morte de forma precoce.

O SUS, assim como a Previdência Social, representam elementos muito importantes de apoio social, principalmente para os cidadãos de menor renda. Entretanto, sempre serão necessários maiores investimentos e melhorias no sistema em si, a fim de trazer celeridade ao sistema e melhoria do atendimento à população. Seja por meio das UBS’s, UPA’s ou hospitais, a saúde coletiva precisa ser cuidada, com todo o carinho.




GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.