Ciência & Saúde


Muitas campanhas de ‘mamaços’ públicos têm sido realizadas em prol da defesa do direito de uma mãe amamentar um bebê em locais públicos? Mas, afinal, por que ainda há quem ache feio? 

amamentação em público
[Imagem: Reprodução/TV Globo]


No decorrer da História até chegar aos dias atuais, o seio feminino deixou de ser apenas um membro destinado à amamentação, recebendo uma conotação erótica. Isso fez com que nem todos enxergassem o ato de mostrar o seio como algo natural, afinal a amamentação exige que, demonstrada a vontade da criança em fazê-la, a mãe disponibilize-se e dê mamá ao bebê. E isso, dentro de uma rotina normal, hora ou outra exigirá amamentação em público.

O estranhamento no ato público da amamentação é sinal de que certos atos ainda não são bem entendidos por algumas pessoas. Existem diferenças claras entre erotismo com o seio feminino e a amamentação, roupas curtas e o desejo de se relacionar com alguém, ... casos em que pessoas de uma sociedade com maior discernimento, para onde o Brasil segue caminhando, precisam entender, afinal, se por um lado existe o instinto, por outro existe a inteligência e o autocontrole.

A amamentação, além de ser um ato de amor e uma forma de ligação da mãe com o bebê assim que ele deixa seu ventre, traz benefícios por uma nutrição completa em nutrientes e uma série de anticorpos passados da mãe para o filho ou filha. Até seis anos deve ser exclusiva e, complementada por outros alimentos, até dois anos de idade.

E ainda mais para você: Machismo e feminismo




GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!