Tuas mãos


Poesias

Quem fica longe de nós, seja pela distância como pela certeza única do destino, não some jamais em um gesto ou algo que fica marcado na gente, como um carinho, um afago de mãos ternas e consoladoras...

Carinho
[Imagem: Transmimentos de PensAções]



“Quem pode dizer quantos carinhos,
Quantos caminhos na labuta,
Quem pode saber o que sentias,
E o que sentes agora?
Quanto tempo se passou,
Quantas marcas ficaram...
Acaricias hoje a eternidade,
E eu aqui... Doem-me as saudades.
Mãos sábias, me acariciavam.
Mãos que falavam sem palavras.
Tuas mãos... Sempre me guiaram,
Teu amor sempre carregaram...”

FAGUNDES, Marilu


E ainda mais para você: Ponto de Interrogação





GOSTOU DESTA POSTAGEM? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.