[Ilustração: Ivan Zigg] 

Paisagem de Brodósqui,
a terra manjedoura,
roxeada, avermelhada,
matriz duradoura
do menino Candinho.
Poeta dos pintores,
escreveu em cores
momentos da infância 

na tela acordada.
Um baú de histórias coloridas
na lembrança, reunidas
no quadro, imagens
recorridas.
O papagaio de papel
no imenso azul do céu...
O descanso de um boizinho 

num pacato povoado.
Um especial bauzinho
na areia depositado.
Um cavalo apressado
Por um homem montado.
Uma modesta igrejinha,
num vilarejo, abençoada
pelas mãos pintoras
do Candido menino, 

Portinari consagrado,
estrela a brilhar
no cenário da pintura
universal, brasileira. 

MIGUEZ, Fátima.

(In: Paisagens Brasileiras, Editora DCL. Republicado pela revista Nova Escola)