Pot pourri: Pagando o pato / Futucando / Taí no que que dá, por Luiz Vieira


O
BLOG DO MESTRE

Podem parecer apenas engraçadas, mas as canções que Luiz Vieira interpreta no vídeo a seguir (a partir dos 3 min 38 s) podem trazer lições para toda uma vida 😆!


[Vídeo: TV Cultura]



PAGANDO O PATO

Sr. Delegado, digo com sinceridade
Eu não sou cabra pra enjeitar parada assim
Só digo isso porque sei que é verdade
Eu não mato cobra pra dizer que é mucuim

Óia, eu não tenho nada, nada com a Albertina
Derna de menina, que ela faz fuxico assim
Não tenho curpa se ela veve nas esquinas
Dizendo as coisa e botando as curpa em mim

Vovô dizia que muié da perna fina,
Só duas coisa acontece, não vareia,
Se dá pra boa já se vê desde menina,
Ou então cresce pra falar da vida alheia!

Esse negócio de dizer que eu sou curpado.
De umas coisa ó, que eu não sei de onde é que vêm...
Só tem um jeito de provar, seu delegado...
Deixa nascer pra ver a cara que ele tem!
Deixa nascer que a gente vê como é que vem!

FUTUCANDO

Vi um galho de angico, cheio de aripuá
Eu não posso ver mel de abelha, me aguça o paladar!
Fiquei pensando num modo de a abelha não me picar...

Eu dei de mão num cacetinho
Fui assim devagarinho
Com cuidado e com carinho
Futucando devagar

Futucando, Futucando, Futucando devagar
Futucando, Futucando, Futucando devagar
Futucando, Futucando, Futucando devagar
Futucando, Futucando, Futucando devagar

Nunca vi licor de uva com gosto de abacaxi
Soldado de guarda-chuva? E dor de dente sem cuspir!
Mas pra tirar mel de abelha sem a abelha te picar
Tem que ir devagarinho, com cuidado e com carinho!

Nunca vi rapaz casado sem inveja do solteiro
É que eu nunca vi segundo prato com o gosto do primeiro!
Mas pra tirar mel de abelha sem a abelha te picar...
Tem que ir devagarinho, com cuidado e com carinho!

TAÍ NO QUÊ QUE DÁ

Taí no que que dá, casar sem ter certeza
Faz como o Jeremias, sai e larga a mulher presa,
Amarra o pé da dona arroxado ao pé da mesa,
Casar é muito bom, mas ser solteiro é uma beleza.

Casar é bom, é muito bom... mas o arrependimento...
Ninguém diz, mas tem vontade!
Começa bem, mas quando o tempo vai passando...
O cabra fica pensando... Burrice da idade!

Eu tenho um primo, que quando tava casando
Viu a noiva se enervando... com a presença de um guri.
O padre disse: “tem alguém aqui que impeça? “
O guri saiu às pressas: “manhê,... eu quero fazer pipi... “

Outro parente, o Zé, casou-se noutro dia.
Tava cheio de alegria, e na cachaça se enterrou...
Quando viu que a noiva... cheia de peças postiças,
Foi tirando uma por uma, e teve uma que fartou...




GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE 😉 COM SEUS AMIGOS!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.