Ondas de sorte e ondas de azar.

Você acredita na sorte ?! 

[Para você, o que é sorte? Ela tem ciclos? É manipulável? Foto: Analista pra quê]

 

Algumas pessoas acreditam que a vida consiste em períodos distintos, e que estes períodos formam ciclos, alguns melhores, outros piores. Já outras são mais radicais e pensam que passamos mesmo é por ondas de sorte e azar, algumas violentas. Com um pensamento de formiguinha, em que é preciso aproveitar momentos de sorte com muito trabalho, uma coisa é certa: se a própria vida é temporária, por que deixar abater pelos ciclos de 'azar' se é certo que terminam? Ou deixar-se levar por um bom momento e cometer atitudes impensadas?
Já para outras, não existe sorte nem azar, mas competência. O que ocorre de bom ou não depende das escolhas, das atitudes, do modo de gerir a vida. Mas como explicar  quando, por exemplo, uma pessoa está no auge de sua carreira profissional e recebe a notícia de que está com uma grave doença? Ou um fazendeiro que esperava uma grande colheita e perde boa parte dela devido a uma praga rara? Talvez aqui esteja a principal explicação, na visão de quem vos fala, do que seja a sorte.
Para tudo aquilo que o ser humano não encontra explicação, ou conhece esta explicação, cria algo que satisfaça esta necessidade de saber o porquê dos acontecimentos. É aí que entram todas as crenças de sorte ou azar, seres mitológicos, etc. e tal, and so on, and so forth. Acreditar na sorte (ou no azar, para os pessimistas), também é uma forma de atribuir um significado místico para as coisas, fugindo um pouco do que é considerado concreto, ou seja, buscar a inexistência de significado. Como deu para perceber, a própria ideia de explicar o que é sorte ou azar passou por um ciclo. Sem mais rodeios, por que será que surgiram as ideias de sorte ou azar, ou pior ainda, seus ciclos? O Blog do Mestre foi atrás e conta pra você.
Primeiramente, a palavra sorte possui duas origens conhecidas. Uma delas é de que a palavra tenha origem latina, de sors, que era um termo usado pelos romanos quando boas coisas lhes aconteciam. Outra origem indica que a palavra tenha origem grega, sendo o nome de uma divindade, filha de Saturno, o que explicaria também a origem sobrenatural ou divina a que se atribui a sorte.
É bom ressaltar que, se trata de sorte, pelos entendimentos mais profundos no assunto, aquilo que ocorre sem nenhuma interferência da pessoa, ou seja, que realmente é um acaso, e que ocorra mais do que uma vez. As opiniões variam muito, mas o que vale mesmo é a discussão! Segundo o pensador Elmer Letterman: "Sorte é o que acontece quando a preparação encontra a oportunidade". Já para Monica Buonfiglio, a ”sorte é como uma grande orquestra, tudo astralmente requintado. Você precisa regê-la como verdadeira maestrina”, ou seja, para outras pessoas destemidas que falam sobre sorte, acham que ela possa ser desvendada e administrada.
Mas isto não faz sentido quando pensamos em sorte como algo fora de alcance, místico. A ideia de ciclos de sorte e azar em uma vida vêm justamente do pensamento que as pessoas têm de que a sorte pode ser manipulada, os fatos podem ser colocados a seu favor, em que fatos corriqueiros e esperados são considerados sorte, e estes, como todos nós sabemos, têm duração limitada. Por mais que o conceito de sorte como um total acaso não seja popularmente difundido, não deixam de valer os conselhos motivacionais de busca de uma vida produtiva, com máximo proveito de todas as oportunidades.
Não deixam de valer as ideias de estar preparado, no momento certo e na hora certa. Apenas não cabe criar um paradoxo entre algo dito ‘sobrenatural’ e algo palpável, em que o homem tem controle. Assim, os períodos em que a vida está mais ou menos próspera refletem a inconstância da própria condição de ser humano, e acreditar em ciclos de sorte e azar não faz sentido.  

 


 


 

Þ Gostou desta postagem? Usando estes botões, compartilhe com seus amigos!

2 comentários:

MINIATURAS EM REDE disse...

Ola mestre, eu trabalho com aposta desportivas e durante esse tempo eu pude notar uma oscilação entra ganhar e perder, pois ganhava durante dias consecutivos e perdia durante dias consecutivos, passei então a estudar esse padrão e hoje posso afirma que a sorte trabalha como ondas oscilando entre alta e baixa. Durante o estudo usei a minha pessoa para avaliar esse padrão, dessa forma pude criar um tabela na qual posso prever os dias que a sorte esta em alta.

O Mestre Blogueiro disse...

Que interessante! Se puder contar mais a respeito do seu método pode ser útil para nossos leitores!

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.