ENTRE E FIQUE À VONTADE!                                    »POSTAGENS RECENTES

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Estou apaixonado pela minha melhor amiga!

Dilemão ?! 

[Foto: Fantástico Mundo de Oliver] 

Por mais que pareça fantástico, mágico, surpreendente... o amor surge nas formas mais corriqueiras de contato entre pessoas. A amizade é uma porta de entrada, intencional ou não, que alguns homens encontram para se aproximar da mulher amada, ou, a forma com que estes descobrem, com a convivência, que encontraram a mulher de suas vidas. O mesmo pode acontecer com as mulheres, nestas duas faces do mesmo ‘dilema’.
Quando uma pessoa fica encantada com alguém durante uma festa / balada / matiné, etc. e tal, os estímulos visuais e o desejo sexual imperam. Não que daí não possam surgir também grandes e duradouros amores, mas a forma de contato é diferente. Se você passa a ser amigo de alguém, o contato diário te faz conhecer opiniões, gostos e afinidades. Dia após dia a convivência passa a ser tornar mais intensa e prazerosa, até que chega o ponto em que os amigos passam a ser bem mais que amigos. Certo? Errado! Algumas etapas preliminares precisarão ocorrer para que realmente passe a existir amor por ali.
Se duas pessoas são somente amigas, supõe-se que não haja nenhum desejo mais forte entre elas, apenas carinho. E é com este olhar que o amigo ou amiga olha o outro. Então, aquele amigo que descobriu que está apaixonado pode manter sua amizade, mas, aos poucos, ir introduzindo pequenos gestos, buscando demonstrar que está afim. Algumas pessoas acham que é só marcar um jantarzinho romântico e ir para o abraço. Mas não é só isso, trata-se de desfazer uma imagem consolidada (a de amigo) e fazer com que o outro lhe veja de maneira diferente.
Para alguns homens, ao aconselhar seus amigos que estão nesta situação, nem um jantarzinho é necessário. Para estes, homem tem de deixar bem clara a sua posição de ‘macho’. Entretanto, esta visão não é unânime.
Nem tudo é problema quando a pessoa amada é o/a seu/sua melhor amigo/amiga, pois há um grande trunfo em relação aos demais: você conhece a pessoa com quem está lidando. Torna-se muito mais efetivo ao dar um presente, fazer um elogio, conduzir as conversas. Aliás, a falta de conhecimento sobre a pessoa faz com que os desconhecidos se utilizem de cantadas baratas e outros truques rápidos para chamar a atenção o que, logicamente, pode causar antipatia imediata. É quase certo que um amigo não se comportará com a sua ‘amiga’ como o conquistador da Zorra busca a Ruiva.
Amar, de qualquer forma, é um desafio. É se reinventar. É fazer com que o outro veja em você aquilo que ele sonhou. Encare a amizade com uma porta de entrada, na qual você precisa buscar as chaves e entrar para uma nova realidade, ao lado da pessoa em que você sempre sonhou. Nunca é tarde para ir a esta busca!
 
 


  

 

Þ Gostou desta postagem? Usando estes botões, compartilhe com seus amigos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua colaboração é importante para o Blog do Mestre. Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Muito obrigado.

O BLOG DO MESTRE DINÂMICO COMO VOCÊ