AIDS: o principal remédio é a prevenção!

Ciência & Saúde 


A AIDS, ou Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, é provocada por um retrovírus, o HIV, da família Lentiviridae, e que, nem sempre pode trazer imediatas consequências para a saúde humana. Os vírus em geral são uma dúvida para os estudiosos das ciências biológicas, pois não possuem metabolismo próprio, precisando invadir alguma célula, modificar o seu código genético e, a partir desta invasão, utilizar-se da estrutura da célula hospedeira para se alimentar e reproduzir: são parasitas obrigatórios e, por isso, alguns estudiosos não classificam os vírus como seres vivos.
Quando ocorre a invasão pelo vírus HIV, os linfócitos (células de defesa) são afetados, o que gera a Imunodeficiência. Porém, como alguns genes ficam inativos em nossas células durante algum tempo, a infecção por AIDS pode passar despercebida, mas isto não significa que a transmissão de pessoa para pessoa não possa ocorrer. Por isso, alguns cuidados importantes são:

- Não usar ou permitir o uso em si de agulhas, seringas, lâminas de barbear e outros objetos cortantes que já tenham sido usadas por outra pessoa;

- Sempre usar preservativo nas relações sexuais ,por sua função contraceptiva e de prevenção ao contágio de diferentes vírus, sendo oferecido gratuitamente pela rede pública de saúde. Segundo o Ministério da Saúde, só em 2009 foram quatrocentas e sessenta e cinco milhões e duzentas mil unidades distribuídas em todo o país;

- No caso de gravidez, sempre fazer o acompanhamento pré-natal e todos os exames exigidos pelo médico, pois o filho de um portador do HIV pode nascer sadio;

- Não realizar doação de sangue se for portador do HIV, pois o sangue não será utilizado (é rigorosamente testado) e, se o objetivo for apenas saber se houve a infecção, há outros testes próprios.

Mas, se ocorreu a infecção pelo vírus, não é dada uma sentença de morte, muito pelo contrário. Com o uso de remédios antirretrovirais (disponibilizados gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde) se pode garantir a chamada sobrevida, que nada mais é do que o prosseguimento da vida do indivíduo. Além destes remédios, um maior cuidado com outros vírus corriqueiros, como a gripe, hepatites virais, tuberculose, entre outras doenças, deve ser tomado, pois as defesas do organismo são afetadas pelo HIV.
Alimentação saudável, atividade física, trabalho, festas, nada deve ser deixado de lado; na vida social: fora o contato com o sangue, compartilhar poltronas e cadeiras, abraçar, cumprimentar, beijar, não transmitem o vírus da AIDS. Se você é amigo de alguém que descobriu que está infectado com o vírus da AIDS, não o ignore, dê o seu apoio e o ajude a seguir a sua vida. Ficou comprovado que a resposta ao tratamento é muito melhor se a qualidade de vida do soropositivo for mantida.
Tanto a prevenção quanto o tratamento são disponibilizados pelo SUS, e o portador de HIV possui direitos garantidos por Lei. Entretanto, se os meios de prevenção são acessíveis a todos, se deve buscar ao máximo usufruí-los e ter uma vida saudável. Se a infecção ocorrer, a busca é a mesma, por uma vida saudável e feliz.
 


 
 

Þ Gostou desta postagem? Usando estes botões, compartilhe com seus amigos!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.