De olho nos combustíveis

Variedades 

O setor de venda de combustíveis em postos de gasolina passou por um forte aumento na fiscalização de suas atividades, de forma que em 2000 a média de irregularidade na gasolina, diesel e etanol foi 10,7% e em 2011 chegou a apenas 2,2%. Mesmo com todos os avanços, a Agência Nacional do Petróleo distribui panfletos e realiza campanhas chamando a população a fiscalizar, para que se mantenham os baixos índices de irregularidades.

[Foto: Zun.com.br]

Os preços de combustíveis são regulados pelo mercado. Desconfie se houver muitos postos com o mesmo preço, pois pode estar ocorrendo a formação de cartel. Os reajustes de preço são de decisão da administração de cada posto, não havendo necessidade de autorizações da ANP para reajustes. Portanto, pesquise antes de abastecer. Para ajudá-lo nesta tarefa, você pode consultar a pesquisa semanal de preços da ANP em www.anp.gov.br/preços.
 Veja se o preço anunciado na entrada corresponde ao preço na bomba. Também verifique se há placa com indicação do fornecedor do combustível (placa única se for posto de única distribuidora) ou em cada bomba, quando for um posto de bandeira branca.
Suspeitando de irregularidade com o aspecto do combustível, você pode pedir diferentes testes para a comprovação de qualidade, como o teste da proveta, teste de verificação do teor alcóolico do etanol, etc. E se a suspeita for em relação à quantidade de combustível, primeiramente verifique se a bomba possui selo do Inmetro. Depois, peça o teste de vazão, que deve ser feito em presença do consumidor. O desvio máximo permitido é de mais ou menos 100mL.
Todos os combustíveis comercializados no Brasil possuem especificações determinadas pela ANP. Se um combustível estiver levemente fora destas especificações, isto não indica que seja adulterado. Mas é necessário que suas amostras passem pelos testes possíveis.
A fiscalização por parte do consumidor é fundamental, para que não tenha despesas precoces com a manutenção de seu veículo, pois um combustível adulterado pode causar perda de potência, aumento de consumo, batida de pinos, formação de resíduos em bicos injetores e válvulas. Assim, a sua participação é muito importante! Colabore pelo telefone 0800 970 0267 ou pelo sítio eletrônico www.anp.gov.br/faleconosco.
 



 

>> Gostou desta postagem? Compartilhe!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.