Feijão: um excelente alimento no cardápio do brasileiro.

watch_later 24 de outubro de 2012
comment Comentar
Alimentação 

Feijão amarelo
O feijão é um dos alimentos mais ricos da dieta do brasileiro, presente em todo prato-feito que se preze. Seu nome científico é Phaseolus vulgaris, da família das Fabáceas, originária do México e América Central. O Brasil é o maior produtor e consumidor de feijão em todo o mundo, seguido pelo México. Segundo a FAO, 105 países em todo o mundo produzem o alimento.
O feijoeiro é uma planta herbácea, de pequeno porte, pertencente às leguminosas, que são plantas que armazenam suas sementes em legumes ou vagens. Todas as sementes de leguminosas são dispostas desta forma. Outras leguminosas de largo uso são a ervilha, a lentilha e o amendoim. Os grãos possuem cores, formas e tamanhos variados, havendo demanda para grande parte destes tipos de feijão.
Veja uma receita de feijoada, um dos pratos mais famosos em que se usa o feijão, claro, depois do arroz com feijão.

Ingredientes

Feijoada 

- 500 g de feijão preto;
- 300 g de carne-seca (charque/ carne-de-sol);
- 300 g de carne defumada;
- 300 g de paio;
- 300 g de linguiça calabresa;
- 300 g de costela de porco;
- 250 g de bacon;
- 1 cebola média picada;
- 1 dente de alho picado;
- 2 colheres (sopa) de cheiro verde picado;
- 1 pitada de colorau;
- 1 pitada de cominho em pó;
- 1 laranja;
- pimenta-malagueta a gosto;
- sal e pimenta-do-reino a gosto;
- azeite de oliva a gosto;
- Couve;
- 3 maços de couve-manteiga;
- 1 dente de alho picado;
- ½ cebola picada;
- 2 colheres (sopa) de azeite de oliva;
- 50 g de bacon;
- sal a gosto. 

Molho: 

- 1 cebola ralada;
- salsa e cebolinha a gosto;
- pimenta vermelha e sal a gosto;
- azeite a gosto;
- 2 xícaras (chá) de caldo de feijão.

[Foto: Receitas.com – Michele Leopoldo]

Modo de preparo: 

Escolha o feijão e coloque num recipiente fundo. Acrescente bastante água e deixe-o de molho por aproximadamente 12 horas, trocando a água a cada 3 horas. Com uma faca afiada, corte a carne-seca em pedaços, retire e despreze as gorduras, e coloque-a num recipiente. Cubra com água e deixe de molho por 12 horas, trocando a água a cada 3 horas. Corte o bacon em cubos grandes. Separe uma pequena parte para o refogado e corte em pequenos pedaços.
Para cortar a costela de porco em pedaços, apoie a costela sobre uma tábua e deixe a parte dos ossos virada para cima. Com uma faca afiada, corte a carne seguindo a linha entre os ossos. Reserve.
Escorra a água da carne-seca e coloque a carne numa panela. Cubra com água fria e leve ao fogo para ferver. Ao ferver, escorra a água e cubra novamente com água fria. Leve novamente ao fogo e espere ferver. Escorra a água e reserve.
Escorra a água do feijão e coloque-o numa panela grande. Cubra os feijões com bastante água e leve ao fogo alto para ferver. Enquanto aguarda a fervura, lave a laranja muito bem sob água corrente. Ao ferver, abaixe o fogo e acrescente a laranja inteira (com casca) e a carne-seca. Após 30 minutos, adicione as costelinhas reservadas. Após mais 30 minutos, acrescente a carne defumada. Retire a laranja e despreze.
Em seguida, adicione as linguiças inteiras e o bacon. Deixe cozinhar por mais 90 minutos ou até que as carnes e o feijão fiquem macios. Pique a cebola, o alho e o cheiro-verde. Leve uma frigideira grande ao fogo baixo, regue com um pouco de azeite e adicione o bacon picado. Em seguida, junte a cebola e refogue por 2 minutos. Acrescente o alho e refogue por mais 1 minuto. Coloque o cheiro-verde, o cominho, o colorau, a pimenta-malagueta picada e mexa bem.
Pegue uma concha de feijão macio, sem o caldo, de dentro da feijoada e coloque sobre um prato. Amasse com um garfo, formando uma papa. Coloque a papa de feijão na frigideira com o refogado e mexa bem. Se for preciso, acrescente um pouco de caldo. Transfira o refogado com a papa para a panela da feijoada, misture e deixe cozinhar por mais alguns minutos. Prove a feijoada e verifique se precisa acrescentar sal e pimenta.
Retire as linguiças de dentro da panela e coloque-as sobre uma tábua. Corte-as em fatias finas e as coloque na panela da feijoada.
Espere a feijoada aquecer e sirva em seguida. Para acompanhar, sirva arroz branco, couve refogada, farofa, mandioca frita e gomos de laranja. 

Couve 

Lave muito bem a couve sob água corrente. Retire os talos das folhas e empilhe uma folha sobre a outra. Enrole as folhas, apertando bem, como se estivesse fazendo um charuto. Coloque-o sobre uma tábua e corte, com uma faca afiada, em fatias bem fininhas.
Leve uma frigideira grande, de preferência antiaderente, ao fogo baixo. Coloque o azeite e o bacon e refogue por 2 minutos, mexendo sempre. Acrescente a cebola e refogue por 2 minutos. Adicione o alho e refogue por mais 1 minuto. Em seguida, coloque toda a couve picada na frigideira e refogue por mais 2 minutos, sem parar de mexer, ou até que a couve comece a murchar. Tempere com sal e misture bem. Retire a couve da frigideira (ainda bem verdinha) e sirva a seguir.
Para o molho, misture todos os ingredientes e sirva acompanhado da feijoada. 


Receita de Michele Leopoldo, adaptada de http://tvg.globo.com/receitas/feijoada-4ee4d9eb3a96252c2d0088b0.


[©iStockphoto] 

O cultivo do feijão é feito ao longo de todo o ano nos estados brasileiros, sendo realizada uma colheita por ano. Este intervalo diferenciado em cada região brasileira permite que haja abastecimento suficiente em todo o ano, seja pelos cultivares de subsistência, seja por cultivos comerciais.
As flores do feijoeiro são hermafroditas, isto é, possuem as partes masculina e feminina. É composta por três folíolos em formato de coração. Altas temperaturas não favorecem esta cultura. Uma característica marcante nas leguminosas é a presença de pequenas bolinhas em suas raízes, os rizomas, que são colônias de bactérias do gênero Rhizobium, que auxiliam as leguminosas como o feijão na fixação de nitrogênio, com a formação de aminoácidos e proteínas incompletas (que não contém todos os aminoácidos essenciais). É por este motivo que o arroz, que é um cereal que possui em boa quantidade os aminoácidos essenciais que faltam no feijão, é um excelente companheiro do feijão no prato. Um completa o outro. Segundo a Embrapa Arroz e Feijão, o brasileiro consome em média 12,7kg de feijão por ano.  O teor de proteína do feijão é de 22% em média, além de ser rico em ferro, fibra alimentar, carboidratos complexos e vitaminas do complexo B. □ 

Veja também: (Ciência e Saúde) Mandioca
  • chevron_left
  • chevron_right

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELOS ÍCONES CIRCULARES) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

sentiment_satisfied Emojis do Google (texto para inserir)