Neoeufemismo e as mudanças éticas que o trouxeram

watch_later 10 de agosto de 2012
comment Comentar

Eufemismo é uma figura de linguagem em que termos de má aceitação ou pejorativos são substituídos por outros mais amenos e respeitosos. Na atualidade, várias expressões antes usadas foram abolidas ou tiveram seu uso drasticamente reduzido. Em alguns casos, a mudança foi benéfica e, em outros, desnecessária.
Pessoas portadoras de Síndrome de Down já foram chamadas Mongoloides devido à ‘semelhança’ com os povos da Mongólia; Caipira já foi sinônimo de sujeito sem modos e instrução, o que hoje apenas designa os moradores da zona rural e um estilo musical característico. Indivíduos com Necessidades especiais muito foram denominados Retardados por sua capacidade intelectual possuir limitações. Porcos (e seus cortes) e elefantes foram e ainda são apelidos para sujeitos que estão acima do peso (massa, pela Física) ideal. Catadores de lixo não mais existem, agora há os Trabalhadores no Setor da Reciclagem. Neste aspecto, o Neoeufemismo veio trazer novas formas de referir aos outros que possuem algum tipo de situação diferenciada, trazendo à tona o bom e velho respeito, o qual sempre deve predominar. Nossa sociedade busca cada vez mais a inclusão de todos na plenitude de seus direitos, incluindo agora a mudança no tratamento sem deixar a comunicação de lado. Este caminho é longo e não foi plenamente alcançado. Desde crianças, ao adotar estas novas expressões, busca-se eliminar alguns problemas crescentes e que iniciam nos primeiros anos escolares e só se atenuam, como o Bullying. Logo mais, um exemplo de como isto está sendo feito.
Entretanto, em alguns casos, fez exagero do uso do Eufemismo. Alguns escritores e jornalistas não utilizam mais o termo negro e sim afrodescendente. Ao contrário do que se busca, atenua-se a marca da origem e se deixa de lado a ética do Vocabulário, buscando a prática da Inclusão. O povo negro, assim chamado pela pigmentação de sua pele, ao nascer no Brasil, é brasileiro, e isto é que deve ser posto em destaque, pois a nossa nação acolheu estes cidadãos e os viu e vê crescer. Caso semelhante ocorre com os Garis e Empregadas Domésticas, que já são chamados de Trabalhadores da Limpeza Urbana ou da Limpeza Doméstica, substituições desnecessárias, pois estes termos não são pejorativos.
Na Música, não devemos ‘levar a letra ao pé-da-letra’ e isto deveria ser ensinado para as crianças. As artes musicais são feitas para divertir, ensinar ou entreter e, assim como a Literatura, possuem sentidos figurados ou situações hipotéticas, que podem não se refletir na realidade. Veja este exemplo: 

Atirei o pau no gato 

Atirei o pau no gato to
Mas o gato to
Não morreu reu reu
Dona Chica ca
Admirou-se se
Do berro
Do berro
Que o gato deu
Miauuuuuuuu! 

No segundo DVD da série ‘A Galinha Pintadinha’, que tem feito muito sucesso entre as crianças, usando músicas novas e de domínio público, mais uma estrofe foi anexada: 


"Não atire o pau no gato to
Porque isso so
Não se faz faz faz
O gatinho nho
É nosso amigo go
Não devemos maltratar os animais
Jamais! "


Trazendo o Eufemismo antes citado, a última estrofe demonstra a preocupação ética dos novos tempos, trazendo o impasse da necessidade. Pode-se truncar inutilidades neste novo vocabulário, como o termo Afrodescendente, pois um adulto, ao contrário de uma criança, não necessita de acréscimos de texto para sua formação ética. Crianças também, consideradas as suas faixas etárias, não devem ter suas formações culturais suprimidas pelo radicalismo, dando-se a ênfase adequada dos valores que se deseja ensinar, pois não propicia a formação ética desejável alheando a Criança da realidade que se deseja evitar, e sim a comparando e mostrando o caminho correto, como feito nas duas estrofes da música infantil usada como exemplo. No uso desta nova linguagem, antes de mais nada, o bom senso deve ser resgatado, não só no vocabulário, mas no modo de agir, para que possamos trazer à tona a Sociedade Justa e Igualitária que queremos ter.   

Veja também: (História) Fundação de colônias
  • chevron_left
  • chevron_right

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELOS ÍCONES CIRCULARES) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

sentiment_satisfied Emojis do Google (texto para inserir)