Algumas palavrinhas e expressões da língua portuguesa. (V)


Coisar – verbo coloquial que serve para substituir qualquer outro que não venha à memória no momento. O pau-para-toda-obra dos verbos. Use com moderação.
Arapuca – Artefato utilizado para a captura de animais. Por sua utilidade, também passou a significar armadilhas na vida cotidiana e no trabalho. Construção malfeita.
Gabola – Sujeito que gosta muito de se gabar, colhendo efeito oposto.
Magarefe – Antigamente, homem encarregado de matar e esfolar reses nos matadouros.
Boceta – Caixa oval ou oblonga de diferentes utilidades. Em alguns locais do país, especificamente fumo. Devido às novas interpretações que o vocábulo recebeu, a lenda d’A Boceta da Pandora passou a se chamar A Caixa da Pandora.
Poder – Algo procurado e desejado por muitos, seja econômico, político ou financeiro. Ou os três. Em mão de um indivíduo, pode revelar ou não suas fraquezas de caráter.
Estuário – Desembocadura de rio. Em estuários também pode ocorrer a transição entre ecossistemas terrestre e marinho, apresentando água salobra e sofrendo influência das marés.
Latifoliada – Caracteriza espécies vegetais de folhas largas.
Acicufoliada – Termo que designa espécies vegetais que como a araucária possuem folhas estreitas.
Caipira – Termo que denomina morador rural das zonas mais afastadas dos centros urbanos, sendo ou não proprietário da terra em que trabalha. Já foi usado como pejorativo, sendo usado como xingamento para pessoas de maus modos. A liberdade de expressão trouxe à tona os orgulhos de classe, e como não poderia ser diferente, a classe caipira já se manifestou por seus meios. “Se me chamam de caipira/ fico até agradecido/ pois se dizem sertanejo/ posso até ser confundido.”; Bebida popular em nosso país que consiste na mistura de limão, vinho ou cachaça, açúcar ou mel e outros adendos.
Hibernar – Ato de manter-se inativo por longos períodos, após acúmulo de reserva energética, realizado mais destacadamente pelos Ursos. Modalidade de stand-by dos computadores que permite a continuidade dos programas abertos após a reinicialização.
Caburai – Monte que vêm recebendo por parte dos geógrafos a fama do novo extremo do país. Ao invés do ‘Oiapoque ao Chuí’, do ‘Caburai ao Chuí’.
Matinê – Ao contrário do que parece, designa evento realizado ao fim da tarde.
Vestibulando - Sinônimo de estudo, dedicação e força de vontade, para que evolua a Graduando. Quem presta concurso vestibular em período próximo.
Demonstração – Algo que comprova determinada afirmação. Em desconformidade com o que alguns estudantes das fases iniciais das ciências exatas pensam, não é sinônimo de Intuição. A Exatidão da Matemática se fez sustentar sobre os fortes pilares das demonstrações bem feitas, ou ainda não se pode considerar certa afirmação como verdadeira. Induções empíricas são úteis em outras ciências.
Cachaceiro – Segundo a sabedoria popular, homem bêbado. Segundo Eduardo Costa, fabricante da cachaça.
Quadratim – Recuo especial usado para colocar o texto alinhado com o seu título, geralmente usado em parágrafos.   

Veja também: (Literatura) Agradando a gregos e troianos

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.