Lágrimas de um poeta

Variedades


Até o pranto do poeta se converte em pequenos pontos pigmentados, que verso após verso se transformam em poesia!

http://www.oblogdomestre.com.br/2017/12/LagrimasDeUmPoeta.Poesias.html
[Imagem: Nordic Design Collective]


» Poetar


“O tempo, a chuva, o temporal
A vida, o momento, algo normal,
O que passamos e vivemos
Nossa vida passa e nada é igual
São lágrimas de um poeta
Que com o tempo vem a dor
Que a chuva lembra
O tempo
De acreditar no amor
Sorrisos, prosas e tratos
E um violão
Lembranças singelas da alma
Que vêm do coração
São lágrimas de um poeta
Que não têm solução
São amores impossíveis
Em versos de uma canção
Sorrisos inesquecíveis
Que vêm como uma ilusão
São lágrimas de um poeta
Que vêm do coração
Uma agonia inquieta
Que se move sem perdão
São lágrimas de um poeta
Que não têm tradução.”     

BOEIRA, Renan Kramer.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                          


👉 E ainda mais para você: Além da janela



GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.