Quem inventou o trabalho remunerado?

História


Não há apenas uma resposta a esta questão. Considerar remuneração pelo trabalho como salário ou outro objeto pode tornar mais clara essa resposta. 

http://www.oblogdomestre.com.br/2017/10/TrabalhoRemunerado.Historia.html
[Imagem: Mundo das Tribos]



Considerando as formas mais primitivas de obter alimentos, as civilizações nômades, que se utilizavam de caça e coleta de frutas como forma de subsistência, realizavam atividades apenas para a obtenção do próprio alimento. Com a fixação em um local, há historiadores que defendem a agricultura como um dos maiores marcos positivos da pré-história, com o desenvolvimento inteligente de práticas de produção e sobrevivência, pensando no clima anual. Outros afirmam que o controle sobre o meio, e a intervenção profunda, causaram uma pressão enorme que se prolonga até os dias atuais e pode causar malefícios diversos, como desmatamentos, desequilíbrios climáticos, extinção de espécies, dentre outros problemas.

De qualquer sorte, por volta de 10.000 a.C, a agricultura planejada fez com que a produção gerasse excedente, além do necessário à subsistência. Pode-se dizer que, com as trocas comerciais realizadas com a produção excedente, começou a surgir o trabalho com algum tipo de remuneração que não fosse a própria comida.

O homem é um ser social por natureza. Com o desenvolvimento da vida em sociedade, a estruturação de núcleos urbanos ao redor do mundo, surgiram formas de trabalho diversas, e regimes diversos, como a escravidão. A escravidão existiu (e, infelizmente, ainda persiste), tendo sido praticada entre pessoas de mesma e diferentes etnias, com o poder de uma ou mais pessoas sob a força de trabalho de outras, com pagamento apenas de alimentação, em condições degradantes.

Quando consideramos remuneração como salário, onde um funcionário vende sua força de trabalho, pois não possui outros bens, em troca de salário mensal, o grande salto ocorreu no século dezoito, na Inglaterra. Com a primeira revolução industrial, muitos ex-camponeses passaram a trabalhar nas fábricas. Também se tornou ideal a extinção da escravidão, pois funcionários assalariados seriam potenciais mão de obra e mercado consumidor para produtos industrializados. 

Paulatinamente, a escravidão foi-se extinguindo ao redor do mundo e dando lugar ao trabalho assalariado o que, podemos dizer, que tenha sido “inventado” pela classe burguesa industrial. Claro que, diferentemente do início, as condições ambientais e legislação trabalhista mudaram o contexto do trabalho, mas o princípio é o mesmo: pagamento mensal pela força de trabalho.





GOSTOU DESTA POSTAGEM ? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 😉!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.