A peça de Concreto (O Colapso)

watch_later 13 de abril de 2016
comment Comentar
Poesias


Algumas pessoas dizem que a poesia não consegue abranger todas as esferas do pensamento, sendo extremamente subjetiva. Mas, se alguém de uma ciência supostamente exata fizer uma poesia, o resultado pode ser muito interessante. Veja mais na poesia de Wellison Gomes:

Colapso
[Imagem: Portal dos Equipamentos]



“Tenho me sentido meio dúctil,
Talvez por excesso de tensão,
Tanto que me armei completamente,
E sem qualquer aviso, fui ao chão.

Daqueles que sempre me agrediram,
O tempo todo tentei me proteger,
Até que minhas mãos afrouxaram
Senti-me enfraquecer.

Um dia o chamado da gravidade,
Foi maior do que eu podia aguentar,
E os meus antigos amigos pilares,
Deixaram de me sustentar.

Ouvi falar de um projeto,
Da minha possível criação,
De muitos cálculos incertos,
Que me levaram ao chão.

Fui fraco? Talvez.
Fui o melhor que eu poderia ser,
Agredido todo aquele tempo,
E sem entender.

Hoje descanso nessa vida,
Deitado a me despedaçar
Um dia me chamaram de viga,
Um dia de terra irão me chamar”


E ainda mais para você: Algumas delícias das festas juninas




GOSTOU DESTA POSTAGEM? USANDO A BARRA DE BOTÕES, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!
  • chevron_left
  • chevron_right

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELOS ÍCONES CIRCULARES) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

sentiment_satisfied Emojis do Google (texto para inserir)