Da bola às Leis, um pouco mais sobre a Copa.

Variedades

A Copa do Mundo FIFA™ no Brasil realmente será um momento único na História. Esta afirmação não vale apenas quando tratamos do futebol em si, mas nas dimensões e nas mudanças na Lei decorrentes. Ontem tivemos a certeza de que, mesmo com a Seleção estando em casa, pode ser suado e bastante trabalhoso ficar com o tão sonhado título em casa. Para esta Copa do Mundo, veja abaixo alguns números que ajudam a dar uma dimensão mais clara do tamanho do evento:

[Em 2014, o Brasil será o palco da Copa do Mundo. Foto: mais glória. ©® FIFA]



3,2 bilhões de telespectadores em todo o Mundo, assistindo aos jogos em mais de 200 países;

1.496 profissionais credenciados, mais de 26.000 diárias de hotel e de 4.050 passagens de avião em 143 mil quilômetros de voo para as equipes de TV, distribuídas pelo país, em uma operação que envolve cerca de 2.500 profissionais (TV Globo).

21,4 bilhões de reais de investimento na forma de gastos públicos (TCU);

4,2 bilhões de reais de investimento na forma de gastos da iniciativa privada (TCU);

18 mil voluntários (poucos deles aproveitados para a abertura, diga-se de passagem);

3,6 milhões de empregos gerados nas atividades relacionadas direta e indiretamente;

2,5 milhões de ingressos vendidos até o mês de março;

120 h de transmissão, com 56 dos 64 jogos ao vivo e os demais em compactos de uma hora. Uma redação com 40 postos foi montada na Granja Comary, casa da Seleção durante o Mundial (TV Globo);

600 mil turistas estrangeiros prestigiando o evento;

1116 termos e marcas registrados pela Fifa;

12 capitais sediando 64 jogos, em 5 estádios reformados e 7 construídos especialmente para a Copa do Mundo.


Além de todo o investimento, foi necessário organizar nosso País e ajustar questões importantes, inclusive com a retirada temporária (e polêmica) da restrição ao consumo de bebidas alcóolicas nos estádios. Além disso, outros pontos da chamada Lei Geral da Copa são:


Meia-entrada: estudantes e beneficiários do Bolsa-Família teriam direito a meia-entrada apenas na categoria mais barata de ingressos, enquanto para idosos o direito se estende as outras três;

Férias: escolas públicas e privadas, universidades e institutos técnicos receberam recomendação de antecipar as férias escolares. Algumas instituições aderiram, outras não, fazendo feriado integral durante os dias de jogos. Professores de algumas instituições, no entanto, aderiram apenas à paralisação durante o período da tarde/noite, lecionando normalmente no período matutino.

Feriado: tanto o Governo Federal pode decretar feriado em todo o País como os Municípios podem decretar feriado nos dias de jogos em seus respectivos territórios municipais, o que tem ocorrido em alguns casos.

Exclusividade comercial e crimes da Copa: Nas redondezas dos estádios, é proibido vender produtos que façam crer ser patrocinadores do Mundial, ou também (de forma generalizada), usar símbolos oficiais da Copa sem autorização. Também, segundo esta Lei, a Fifa pode registrar marcas sem custas judiciais e despesas processuais, tendo o feito para mais de mil termos após a aprovação.

Vistos: Representantes e parceiros da Fifa, jornalistas credenciados e torcedores com ingressos não poderiam ter visto negado.

Além de todas as Leis e dentre todos estes números, o maior deles é o número 6, que consagra ainda mais a tradição brasileira em Copas do Mundo. Aguardemos os próximos capítulos, ou melhor, os próximos jogos.


Você também pode gostar de: (História) O Brasil nas Copas





Þ Gostou desta postagem? Usando estes botões, compartilhe com seus amigos!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.