Construções Recalcadas?

Variedades

 

Tradicionalmente, o termo recalque é usado para caracterizar uma pessoa insegura que critica os outros e os atribui os seus problemas. Porém, este não é o único significado da palavra: recalque também é o nome de um tipo de patologia pela qual todas as construções passam, em maior ou menor grau, e que, em algumas, pode comprometer irreversivelmente suas fundações. Conforme a situação pode ser mais caro reparar um edifício do que demoli-lo e construir um novo. Entretanto, em construções de valor histórico, por exemplo, a demolição é algo fora de cogitação. Nas estruturas em que o rebaixamento é pouco visível, o fenômeno passa despercebido.

O recalque de fundações é um rebaixamento por deslocamento da edificação ou parte dela, de componente na direção vertical, podendo ocorrer em menor proporção na horizontal. Quando este deslocamento é igual em todas as partes da edificação, diz-se que o recalque é uniforme; e se o deslocamento ocorre em algumas partes da edificação, chama-se diferencial.

Na ocorrência de recalque diferencial, entre dois pontos, há um recalque comum (uniforme), mais uma diferença de recalque, costumeiramente designada pela letra grega delta minúsculo (δ). Com esta diferença de recalque, diz-se que há uma rotação, ou seja, a variação da inclinação entre dois pontos de uma mesma reta, estando estes pontos fixos na edificação. Uma medida importante é justamente esta inclinação, chamada distorção angular, rotação relativa ou recalque diferencial específico (βPQ), que serve como um indicador de desaprumo. Sua expressão matemática é dada por βPQ = δPQ / LPQ., sendo P e Q os pontos da edificação e L a distância horizontal entre os dois.

Os recalques podem ser classificados como:

- Recalque Distorcional: quando ocorre o fenômeno de rotação, ou seja, há distorção angular. É bastante perigoso, podendo levar uma obra à ruína;

- Recalque Imediato: na maioria das vezes, é suportável pela edificação. Pode ser elástico ou distorcional leve, sendo causado por ajuste de solo/fundação ou saída de gases. Como o próprio nome diz, ocorre em poucas horas.

- Recalque por Subsidência: na escavação de túneis, ocorrem abatimentos não uniformes nas superfícies das edificações, o que gera recalques diferenciais nas fundações.

- Recalque Primário: é o maior dos recalques, podendo levar uma obra à ruptura. Ocorre por adensamento de solo, sendo este provocado por saída de água do solo, até que os grãos que o compõem estejam bem unidos. É rápido quando ocorre em solo arenoso (em poucos minutos), mas pode levar alguns anos em caso de solo argiloso.

- Recalque Secundário: ocorre geralmente após o recalque primário, sendo pouco influente nas deformações totais. Pode ocorrer por deformação estrutural do esqueleto sólido, em solos de origem orgânica.

- Recalque por Vibração: podem não ser prejudiciais, a princípio, mas geram trincas na edificação. São gerados por equipamentos de compactação como britadores, bate-estacas, entre outros.

- Recalque por Colapso: assim como o recalque imediato, pode ser bastante rápido, ocorrendo em poucas horas. Ocorre em solos porosos não saturados, pelo enfraquecimento das microligações entre as partículas. Ocorre também por abatimento de solo mal compactado.

- Recalque por Dissecação: este tipo de recalque ocorre devido ao rebaixamento do lençol freático, de maneira progressiva, antes e após este rebaixamento. A camada rebaixada tem seu peso específico aumentado devido à perda do alívio pelo empuxo hidrostático antes existente pela submersão.

No próximo post sobre ‘construções recalcadas’, serão abordados os principais motivos de recalques, formas de monitoramento e proposição de soluções, e as principais características comuns do problema.

 

 

 
 

Þ Gostou desta postagem? Usando estes botões, compartilhe com seus amigos!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.